sábado, 7 de maio de 2016

O que publiquei em Maio de 2010

Passaram 6 anos e continua atual um artigo publicado em Maio de 2010...Existem pontos chave nas vendas/marketing que não mudam, apenas as vamos adaptando com algumas correcções "aqui e ali". Uma das provas que o que se faz bem, perdura no tempo.

O artigo publicado
Oiça mais do que fala, para bem das suas vendas

Oiça mais do que fala, para bem das suas vendas.

3 Simples objectivos para ser um bom conversador:
O primeiro é pelo prazer de se poder exprimir e interagir com outras pessoas.

O segundo é para se conhecer melhor a pessoa que temos à nossa frente. Nas vendas é necessário uma exposição mais prolongada ao potencial cliente de forma a conseguirmos entender, o que pensa, sente ou reage.

O terceiro é o de construir credibilidade entre as duas partes envolvidas no processo da venda. 

Este é um dos factores mais importantes que temos de reter para nos tornarmos melhores vendedores. Se no âmbito das relações pessoais, isto é importante, no processo da venda é fundamental para uma relação comercial que sirva os interesses de ambas as partes. 


Muitas pessoas pensam que a arte de conversar se pode resumir a falar de uma forma interessante e apaixonada, de forma a sermos reconhecidos, seja pela nossa habilidade de contar histórias ou o nosso conhecimento de vários assuntos, etc.

Leia o artigo completo: http://mktvendas.blogspot.pt/2008/09/oia-mais-do-que-fala-para-bem-das-suas.html

Na China, pensam que o Vinho do Porto é inglês

vinho porto china
Uma entrevista do OJE a Rita Jia, empresária do setor vinícola na China, presidente da Feira Interwine e presidente da Câmara de Comércio Guangdong-Sichuan, é a organizadora da mais antiga feira de vinhos internacional realizada na China e esteve em Portugal a promover a 16.ª edição da feira Interwine.

Para quem gosta ou tem interesse no marketing de vinhos, particularmente para o mercado asiático, a não perder.

"...Na China, pensa-se que o vinho do Porto é de Inglaterra! É preciso explicar ao consumidor chinês o que é o vinho português, a sua qualidade, a sua história, as suas grandes marcas e as outras marcas de nicho. Na China, há consumidores para tudo, vinho barato a vinho muito caro, mas é preciso promover com estratégia, realização mensal de festivais, participação nos principais eventos, no fundo, fazer aquilo que os franceses já fazem há muito tempo e os espanhóis têm feito bem mais recentemente, no fundo investir na marca Portugal. Portugal tem a cortiça, a história e a qualidade, só lhe falta o marketing para fazer os consumidores acreditarem na marca Vinho de Portugal! São necessárias mais competições de vinho, mais presença na China, mais conversa sobre a vinho de Portugal na China..."

Veja a entrevista completa online em: http://www.oje.pt/na-china-pensam-vinho-do-porto-ingles