quarta-feira, 19 de novembro de 2014

A emoção e o sentido das coisas - Parte II



Os que estão emocionalmente envolvidos com o seu trabalho, no entanto, projectam o seu entusiasmo no emprego. Para essas pessoas, a vida é muito mais interessante e divertida. Mesmo que não esteja muito entusiasmado com o que faz na vida, deve pelo menos estar feliz por vivê-la. Encontre uma maneira de levar esse prazer para o trabalho e talvez o trabalho se torne mais divertido também.

Tente encontrar pelo menos um ponto que goste no seu trabalho - nem que seja apenas o telefone engraçado que utiliza ou a decoração que gosta. Talvez seja o ambiente que reina entre os colegas. Seja o que for, deve haver alguma "coisa" de que goste no seu emprego.

Muitos dos vendedores que conheço, adoram conhecer novas pessoas. São curiosos e interessam-se genuinamente pela forma como as pessoas vivem as suas vidas. Procuram novas ideias e opiniões sobre assuntos que eram desconhecidos para eles.

Os empregos de vendas que obrigam a viagens frequentes despertam nas pessoas o gosto de conhecer outros viajantes, ver novos sítios, experimentar climas, comidas, diferentes. Descobrir culturas diferentes serve de inspiração para muitos dos vendedores ligados a negócios internacionais. Para alguns a flexibilidade inerente a alguns empregos de vendas, permite-lhes reservar tempo para a família ou para participar em passatempos ou em eventos desportivos que acontecem enquanto o "resto do mundo" está a trabalhar. Em alguns casos o apoio ao cliente permite assistir a eventos aos quais de outra forma não teria acesso.

Se não encontra nada de gratificante no seu emprego, mude, a si ou de trabalho, pois não é bom nem para si, nem para a sua empresa...

Parte I


Aprender a vender - A emoção e o sentido das coisas