segunda-feira, 2 de junho de 2014

Faça as contas como deve de ser


Os melhores vendedores fazem sempre as contas com uma calculadora. Por muita confiança que tenham nas suas capacidades  matemáticas, utilizam sempre uma máquina.

Você tem de saber as fórmulas e valores para poder fornecer rapidamente qualquer informação numérica que o seu potencial cliente possa solicitar. Um potencial cliente que o veja inserir os números na calculadora com toda a energia, ou que coloque pessoalmente os números e ir os mostrando e explicando, não irá duvidar desses números. Mas, se começar a fazer "gatafunhos e rabiscos" num papel, o potencial cliente se irá sentir desconfortável por estar ali sentado a olhar para si, a vê-lo brincar com os números. Pior, mesmo será se os fizer de cabeça (pode pensar que está a transmitir inteligência, mas mais uma vez a vedeta é o seu cliente e não você), será natural o efeito ser o inverso e ao ver a fazer as contas de cabeça o potencial cliente irá ficar desconfiado, com certeza. Ele não irá mais o ouvir, porque enquanto você fala, ele estará a tentar fazer as contas também de cabeça, para ver se você não se enganou.

Se não utilizar a calculadora, irá passar a imagem que é despreocupado com os números e parte sensivel como é numa venda, irá levar o potencial cliente a pensar que é despreocupado, em tudo. Nesta fase da venda, se já aqui chegou, não deve de fazer nada que coloque dúvidas na cabeça do potencial cliente. O objectivo é fazer com que se concentre nas contas que são necessárias fazer e explicar claramente, enquanto mostra realmente como o potencial cliente pode pagar ou poupar com o produto e/ou serviço.