terça-feira, 1 de abril de 2014

Gestão de Empresas - Aprenda a Entrevistar em 5 minutos


É difícil encontrar bons funcionários. Se é gestor e já colocou um anuncio num jornal e/ou na internet, sabe que os bons funcionários não se encontram facilmente. Provavelmente já recebeu 100 ou 200 curriculos em resposta a um anúncio e pensou de imediato "heiii, isto é que são interessados em trabalhar na minha empresa". Alegria de curta duração, certo?

Começa a analisar as respostas e o que mais diz a si próprio? "...o que levou esta pessoa a se candidatar?"..."O quê, pedi o mínimo de 10 anos de experiência e responde-me a dizer que nunca trabalhou nesta função?"..."Esta resposta é brincadeira, só pode...", entre outros pensamentos.

Mas, depois de escolher os candidatos e marcar a entrevista, vem a parte mais complicada. No momento de entrevistar os candidatos, sente-se à vontade e sabe o que deve fazer? 

Vejamos então 5 simples passos para entrevistar melhor (candidatos aproveitem para se preparar com as respostas ;)

1. Boas vindas
Receba os candidatos calorosamente e converse informalmente com eles para os ajudar a descontrair. Perguntas sobre o tempo, se tiveram dificuldades em chegar ao escritório, ou de como souberam da vaga de emprego, são sobejamente conhecidas e funcionam ainda muito bem.

2. Resumir a função
Com poucas palavras e de forma bem clara, descreva a função em si, o tipo de pessoa que procura e o processo de entrevista que irá utilizar.

3. Faça as perguntas e oiça muito bem
Perguntas relevantes para o cargo que devem abranger a experiência do candidato, a formação e o que tiver relacionado com o cargo. Investigue se é o candidato que procura e não monopolize a entrevista a tentar vender o cargo em si (acontece mais do que se pensa).

4. Pontes fortes e fracos
Sim, utiliza-se desde sempre e recomenda-se. Irá ajudar a prever o comportamento futuro, saber o que fizeram e como fizeram noutras empresas. Peça para enumerarem estes pontos e as respostas podem ser muito reveladoras. Peça exemplos que sustentem os pontos fortes e pontos fracos (atenção à linguagem corporal e tempo de resposta, se alguém diz que é polivalente e depois não consegue lembrar-se de um exemplo que sustente o que afirmou, é "estranho", certo?).

5. Conclusão da entrevista
Dê sempre a possibilidade de o candidato acrescentar alguma informação que o mesmo considere ser relevante e necessária para a tomada de decisão. Permita igualmente que o candidato faça algumas perguntas sobre a empresa (se este não as fizer, incentive de forma dissimulada a perguntar...se o trabalho de casa foi feito o candidato viu o site da empresa, página do Facebook, noticias, tudo e mais alguma coisa sobre a empresa, se não o fez, vai demonstrar uma grande falta de conhecimento da empresa para a qual quer trabalhar...Não demonstra responsabilidade, interesse (nem inteligência)...nada preciso de escrever, certo?)
Agradeça sempre o interesse de terem-se disponibilizado para a entrevista e diga-lhes quando irão ter uma resposta por parte da empresa (respondam sempre, seja positivo ou negativo, mas sobre este tema, irei escrever outro artigo).


Artigos Relacionados:

Competências essenciais para ser vendedor

0 comentários: