sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Vodafone quer mais concorrência na fibra óptica

O presidente-executivo da Vodafone, António Coimbra, defendeu hoje a necessidade de "abertura das redes de nova geração", de forma a promover a concorrência no sector. Em causa está a separação estrutural da actividade grossista e retalhista "para assegurar condições de perfeita igualdade de acesso, proporcionando aos clientes mais e melhor oferta", disse, numa intervenção gravada, transmitida no XXI Congresso da APDC, no debate "O Estado da Nação". António Coimbra fez saber que só assim não se repetirão erros do passado.


Só desta forma se poderá fomentar a concorrência, garantiu, relembrando que esta questão está presente no documento da 'troika'. "Parece ser uma obsessão criar mais concorrência nas comunicações móveis, com o leilão de LTE, e não haver a mesma opção até à data na área fixa", concluiu.


fonte: diario economico

0 comentários: