sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Frederick W. Taylor: o mestre da produtividade


Frederick Winslow Taylor nasceu em Filadélfia, nos Estados Unidos, a 20 de Março de 1856 e faleceu no mesmo lugar em 21 de Março de 1915. Foi um engenheiro mecânico que começou como técnico de mecânica e trabalhou como operário até estudar à noite e se formar em Engenharia Mecânica.
Descende de uma família muito abastada, de Samuel Taylor (família Quaker de Germantown). O seu pai, Franklin Taylor era um advogado formado em Princeton que amealhou muito dinheiro através de hipotecas. Já sua mãe, Annette Emily Taylor, era colega de trabalho de Lucretia Mott e grande abolicionista.
Taylor estudou durante dois anos em França e Alemanha. Após este período viajou pela Europa durante 18 meses. No ano de 1872, entrou na Phillips Exeter Academy, em Exeter, New Hampshire. Depois de formado foi para a Harvard Law School mas, devido a problemas de visão, teve que seguir uma carreira independente, tornando-se um aprendiz industrial.
Foi após 1873, quando trabalhava com fabricação de bombas na Enterprise Hydraulic Works em Filadélfia, que ganhou experiência em procedimentos de fábrica. A sua carreira foi bem sucedida e em 1878 começou a trabalhar numa loja de máquinas, a Midvale Steel Works. Foi promovido várias vezes, o que lhe permitiu subir de cargo: foi chefe de equipa, depois supervisor, director de pesquisa, e chegou ao topo da carreira como engenheiro-chefe.
Taylor conseguiu o seu diploma de Engenharia Mecânica, em 1883, através de estudos por correspondência no Instituto de Tecnologia Stevens. Logo no ano seguinte, a 3 de Maio de 1884, Frederick W. Taylor casou-se com Louise M. Spooner.
Depois de se casar, entre os anos de 1890 a 1893, Frederick W. Taylor trabalhou como director geral e engenheiro consultor em Filadélfia, na empresa Investment Manufacturing Company especializada em grandes fábricas de papel no Wisconsin e Maine.
A maior parte destes anos ficou na fábrica do Maine como gerente e no ano de 1893 abriu a sua própria empresa de consultoria, também em Filadélfia. O slogan do seu cartão-de-visita era: "Especialista em sistematizar gestão de fábricas e custos de fabricação".
Em 1988, Taylor foi para a Bethlehem Steel. Foi aqui que, juntamente com uma equipe de assistentes e Maunsel White, desenvolveu o aço de alta velocidade. Esta criação rendeu uma medalha de ouro individual no ano de 1900, na Exposição de Paris. No mesmo ano, foi também homenageado com a medalha Elliot Cresson, na Filadélfia, pelo Instituto Franklin. Durante os seus tempos de gestor reduziu o número de empregados de 500 para 141, devido ao corte de custos por tonelada de aço.
Infelizmente, Frederick W. Taylor teve alguns problemas com os administradores da Bethlehem Steel e saiu da empresa em 1901. Ainda nesse ano, adoptou três órfãos chamados Elizabeth, Robert e Kempton, com o consenso da sua esposa Louise.
No ano de 1906, a 19 de Outubro, Taylor ganhou o grau de honra de Doutor Honoris Causa em Ciências, na Universidade da Pensilvânia. Foi professor no Darmouth College, na Tuck School of Business, mas infelizmente apanhou uma pneumonia em 1915. Frederick W. Taylor faleceu a 21 de Março de 1915, um dia depois de completar 59 anos e foi enterrado na Pensilvânia, em Bala Cynwyd, West Laurel Hill Cemetery.
Antes de falecer, em 1911, Frederick escreveu um livro chamado "Princípios da Administração Científica".
Taylor é considerado o "Pai da Administração Científica" devido às suas ideias e teorias sobre a utilização de métodos científicos na administração das empresas.
Ideias de Frederick W. Taylor
Frederick W. Taylor possuía uma grande orientação cartesiana no que concerne à administração de indústrias, o que simultaneamente ajudou mas também gerou várias insatisfações, demissões e discussões entre sindicalistas.
Entre os principais princípios de Taylor estavam:
  • Cada funcionário deve executar tarefas de acordo com as suas aptidões para aumentar a produtividade e o lucro da empresa. Ao mesmo tempo o funcionário vai sentir-se mais realizado.
  • Deve haver um tempo padrão para produção, estipulado pela gerência, para que os funcionários cumpram as metas, já que todos têm uma tendência à preguiça.
  • Cada funcionário deve receber um salário de acordo com o que produz. Assim, quem produz mais, ganha mais e quem produz menos, ganha menos.
  • Os interesses dos funcionários e da empresa devem estar alinhados, pois isso garante um aumento da produtividade uma vez que todos trabalharão contentes.
  • Cada gestor deve estar atento e fazer os possíveis para que seus funcionários estejam a produzir dentro de um ritmo adequado.
  • Cada tarefa deve ser subdividida para que cada um execute uma função, ganhando velocidade e aumentando a produtividade.
  • É preciso haver um supervisor em cada área para controlar o trabalho dos funcionários e verificar se estão a atingir o mínimo exigido da produção.
  • Através da formação é possível aumentar muito mais o rendimento de cada funcionário, maximizando assim a produção.
  • Cada trabalho específico necessita de um estudo e planeamento individual, antes de ser executado, para garantir uma produção maior e com muito mais qualidade.
Obras de Frederick W. Taylor
A principal obra de Frederick W. Taylor é o livro chamado "Princípios de Administração Científica", lançado em 1911, que aborda assuntos sobre a administração de forma geral.
Os principais conceitos abordados na obra são os factores que ajudam na produção dos operários, bem como o tempo necessário para que cada um execute uma acção de acordo com as técnicas correctas, sempre ensinadas através da formação. Taylor foca o seu livro na divisão do trabalho, departamentalização, controlo e comando (supervisão).
O objectivo principal do livro é aumentar a produtividade das fábricas através de uma análise científica do trabalho dos operários, de modo a encontrar uma forma de "acelerar a produção" e obter melhores resultados.
Seguidores de Frederick W. Taylor
Devido às suas grandes ideias, Frederick W. Taylor conseguiu diversos seguidores como:
  • Frank Gilbreth: defendeu a maioria dos princípios da administração científica, principalmente a divisão do trabalho.
  • Henry Ford: aproveitou a teoria do consumo em massa e trabalhou alguns conceitos para reduzir custos, aumentar a produção, etc. a partir dos princípios desenvolvidos por Taylor.
  • Henry Gantt: trabalhou na Midvalle Steel com Frederick W. Taylor e desenvolveu vários métodos do controlo gerencial, sempre dando muita importância a custos, planeamento e tempo de produção.
  • Lilian Gilbreth: fez uma tese sobre "A psicologia da administração", através do estudo dos funcionários que trabalham no sector de produção de uma fábrica.
  • Morris Cooke: utilizou os conceitos da teoria da administração científica na gestão do governo e educação, colocando em prática as ideias na câmara municipal da Filadélfia.
  • Harrington Emerson: utilizou os princípios da eficiência com conceitos de padrões, recompensas, bom senso, objectivos, etc.
Críticas a Frederick W. Taylor
Como em todas as coisas, onde há adeptos há também controvérsias. As maiores críticas a Frederick W. Taylor estavam relacionadas com a mecanização dos serviços (que torna o operário semelhante a uma máquina) e com o esgotamento físico (já que para ganhar mais o operário deve produzir mais, tudo no tempo correcto).
Henry Mintzberg foi totalmente contra as ideias de Taylor afirmando que esta obsessão pela eficiência não deixa bem visíveis os benefícios intangíveis que um operário pode conseguir com o seu trabalho, fazendo com que diversos valores sociais sejam esquecidos ou deixados de lado.
Outros socialistas também criticaram a teoria de Taylor por causa do grande esgotamento dos trabalhadores que tinham que trabalhar em dobro para ganhar um salário digno.
Frases de Frederick W. Taylor
Devido à sua longa história e contribuição na administração científica, Frederick W. Taylor ficou conhecido por algumas frases famosas:
  • "A ideia de tarefa é, quiçá, o mais importante elemento na administração científica."
  • "O melhor tipo de administração usada actualmente pode ser definido como um sistema em que os trabalhadores dão os seus melhores esforços e recebem estímulos especiais dos seus patrões."
  • "O indivíduo atinge a sua maior prosperidade, isoladamente, quando alcança o mais alto grau de eficiência, isto é, quando diariamente consegue o máximo rendimento."
  • "O principal objectivo da administração deve ser o de assegurar o máximo de prosperidade ao patrão e, ao mesmo tempo, o máximo de prosperidade ao empregado."
Fonte: portal-gestao.com

4 comentários:

For most recent information you have to visit web and on internet I found this site as a most excellent website
for most recent updates.

My site :: ranger forum

Only The FIRE CASE Leather Folio offers the best perks and tools for your kindle fire experience to transcend to another level.

9-inch, wifi-only style was released on Nov Of sixteen, and also the 4G-enabled variation is timetabled to be removed
the week associated with December. ' Many websites and commentators took this to mean that Amazon would establish the connection to your bank and send the results to you.

However, all of the digital products including samsung galaxy tab as well, which use
memory card to store your data or files, such as videos, images or audio files, so human operation
would make data lost on Galaxy Tab accidently. The Nexus S, however, has flash while some variants, such
as the Samsung Vibrant and Captivate, of the Samsung
Galaxy S do not. Like the Apple i - Pad Keyboard Dock
listed above, the Logitech Android Keyboard has many tablet-friendly features.

In fact, even if you lost the whole partition,
data recovery is still able to retrieve the lost data for you.

The Chromebook is also sleeker and includes a more vibrant screen.
Many years in the past the user had to write their programming code manually, using some cryptic codes.


my web page; samsung chromebook review