terça-feira, 13 de abril de 2010

Experience Marketing

De que falamos quando falamos em experience marketing?

Associado ao marketing relacional, que defende que o marketing deve estar orientado para a criação, manutenção e desenvolvimento de relações com os clientes (internos e externos), a longo prazo, o experience marketing pretende operacionalizar e explorar o factor afectividade (a emoção) na interacção do consumidor com a empresa (customer experience), com o objectivo que desta resulte um estado emocional positivo ou de prazer, resultante da avaliação das experiências proporcionadas pela transacção.
Por experience marketing entende-se então, a capacidade das marcas transferirem de forma sistemática e coerente os seus valores e posicionamento através de emoções possíveis de serem vividas (experiências = “emoções formatadas”).
Para saber mais, recomenda-se a leitura de “Gestão de Experience Marketing”, de Joaquim Caetano, Andreia Andrés, Luís Rasquilha, onde os autores destacam o case study da empresa A Vida é Bela, do visionário António Quina.


http://www.mercadologia.org/

0 comentários: