quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Small is beautiful

“Small is beautiful” – Teoria de gestão de alguns gurus do início da década de 90, que voltou a renascer nos últimos tempos, possivelmente devido à conjuntura económica internacional negativa e prolongada.


Alguns dos pontos mais relevantes desta teoria:
Reacção ao mercado mais rápida, fácil e com menos custos.
É mais fácil implementar uma política de polivalência e de melhoria continua. Uma empresa pequena tem uma estrutura de custos fixos mais reduzida. Um organigrama verticalmente mais reduzido, o que implica que o espaço entre a administração (gestão estratégica) e o colaborador mais baixo na organização é menor. Maior e melhor comunicação formal e informal, a empresa a funcionar como equipa única e planos de melhoria a serem implementados por toda a organização.

O que é que isto tem a ver com a sua empresa?
A sua empresa cresceu exponencialmente em número de colaboradores nos últimos anos? É uma pequena (média) empresa, que necessita de estar em constantes reajustamentos na organização e tarefas dos colaboradores?


Barreira à mudança - É uma das mais naturais reacções dos recursos humanos numa estrutura instável e em constante crescimento. Os conflitos é uma das facetas mais visíveis desta barreira, a outra é a desmotivação e/ou baixa produtividade dos colaboradores mais antigos e que receiam ser ultrapassados. No cluster onde opera a sua empresa, tem uma concorrência a ganhar força nos últimos tempos?

Simplificando: A sua empresa será uma empresa com futuro se conseguir ganhar a batalha de “Small is beautiful” com a concorrência.
Agora, agarre estes pontos e transmita-os aos responsáveis dos vários departamentos na sua empresa:
Dificuldades sentidas na organização?
Lacunas no ciclo da informação e de organização?

Falhas no processo de melhoria continua?
Falha de perspectiva, experiências e necessidades do cliente final por parte dos gestores de produto?


Identifique, consiga as respostas certas, implemente e vença a batalha.

2 comentários:

Nas empresas em Portugal é muito dificil pois tem sempre de se criar mais e mais postos para muitos terem empregos e se formos a ver quantas empresas tem pessoas que fazem tarefas em duplicado.