sexta-feira, 11 de julho de 2008

Glossário de Estratégia e Marketing - Parte IX


termos marketing portugues
Outsourcing
Deixar a cargo de outras organizações a realização de um dos serviços ou produtos que a organização necessita. Concentre-se no que faz melhor do que os rivais e entregue o restante a especialistas. Esta é a ideia chave do outsourcing, um conceito cada vez mais popular entre as empresas. Originalmente o outsourcing era confundido com a simples subcontratação, circunscrevendo-se a actividades de baixo valor acrescentado e afastadas do negócio vital de cada empresa como os serviços limpeza, de segurança, o correio expresso, etc. 

O aumento da competitividade dos mercados forçou as empresas a passarem a concentrar os seus melhores recursos no seu negócio vital, criando oportunidades de outsourcing de actividades, funções ou processos que não seriam sequer imagináveis: transporte, armazenamento, frotas, funções financeiras, sistemas informáticos, etc. Por outro lado, há cada vez mais especialistas no mercado dispostos a resolver qualquer problema, a qualquer lugar e hora. Este alargamento da oferta e da procura alterou qualitativamente o conceito, dado que já não se está a tratar de actividades remotas ao negócio vital. 

Hoje, o conceito de outsourcing significa, em muitos casos, a celebração de uma verdadeira parceria estratégica entre o contratado e o contratante, assente em contratos de longo prazo que, em regra, duram de entre cinco e dez anos. Esta nova base contratual mais sólida é uma das razões que justificam a esperança que o outsourcing seja um dos maiores negócios do futuro

Eis o essencial sobre o conceito.
«Fazer ou comprar?». Este é o dilema típico de um processo de outsourcing. Mas a definição do conceito implica, antes de mais, a sua tradução. Entre as mais vulgarizadas incluem-se: «mandar fazer fora», o «recurso a uma fonte externa», ou muito simplesmente, a subcontratação. Considerando uma definição mais ampla, o outsourcing é um processo através do qual uma organização (contratante) contrata outra (subcontratado), na perspectiva de manter com ela um relacionamento mutuamente benéfico, de médio ou longo prazo, com vista ao desempenho de uma ou várias actividades, que a primeira não pode ou não lhe convém desempenhar e que a segunda é tida como especialista.

Packaging
Conceito que designa a embalagem e o design relativo a um produto. O packaging assume particular importância na imagem das marcas. A inovação ao nível das embalagens e do design pode constituir um factor crítico de sucesso no desenvolvimento de novos produtos ou na revitalização de um produto num mercado em maturidade.

Patrocínio
Financiamento total ou parcial, de uma actividade sujeita a divulgação pública, sendo que a contrapartida é uma referência às entidades que apoiam o evento. Estes apoios podem dirigir-se às mais diversas áreas do desporto ao entretenimento, das universidades aos acontecimentos culturais.

Penetração de Mercado
Percentagem de um mercado alvo que já adquiriu um determinado produto, pelo menos, uma vez. Termo também utilizado para designar uma estratégia de entrada num dado mercado com preços baixos e elevados investimentos em publicidade de forma a atingir rapidamente uma elevada quota de mercado. Para que esta estratégia possa ser bem sucedida é necessário que o mercado tenha dimensão suficiente para que a empresa possa manter margens relativamente baixas durante algum tempo.

Planeamento Estratégico
Processo segundo o qual se pretende elaborar previsões quanto à evolução a longo prazo das variáveis do meio envolvente em que actua uma empresa, com vista à construção de modelos analíticos de apoio à decisão relacionadas com as áreas de negócio em que se deve investir ou desinvestir. Cabe ao responsável pelo planeamento e aos gestores de topo a elaboração do planeamento estratégico, recorrendo à utilização de várias ferramentas de modo a eliminar a subjectividade e a intuição da formulação da estratégia. Neste processo são definidos os objectivos da empresa; são identificadas as oportunidades e ameaças, os pontos fortes e fracos da organização e são avaliadas as opções estratégicas, seleccionando-se a melhor alternativa e procedendo-se à sua operacionalização. Daqui resulta, um plano formal, explícito e completo. O planeamento estratégico contribui, assim, para a formulação das orientações estratégicas e tem como objectivo conduzir a empresa ao sucesso enquadrando-a no seu meio envolvente.

Política de Comunicação
Comunicação é o conjunto dos sinais emitidos pela empresa em direcção aos seus clientes, aos distribuidores, aos líderes de opinião, aos prescritores e a todos os alvos, internos e externos. Como variável do marketing-mix, política de comunicação é escolha e utilização de vários instrumentos, publicidade, relações públicas, força de vendas, packaging dos produtos, promoções de vendas, merchandising ou patrocínios como meios para atingir os alvos de comunicação.

ARTIGO COMPLETO
Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5
Parte 6
Parte 7
Parte 8
Parte 9
Parte 10
Parte 11
Parte 12
Parte Final

0 comentários: