segunda-feira, 14 de julho de 2008

Endomarketing - Parte I


Utilização do Endomarketing como recurso estratégico para melhoria da produtividade.


Palavras chaves:

Endomarketing, cultura organizacional, comunicação empresarial, globalização. Os tempos estão cada vez mais difíceis. A competição feroz aliada à Globalização obriga as empresas a tomarem decisões rápidas, mas, nem sempre as adequadas.


Uma das primeiras medidas que algumas empresas decidem é diminuir o investimento em formação e desenvolvimento esperando voltar mais tarde a estes investimentos, quando as coisas começarem a melhorar. Porém, a lição de casa precisa ser feita, e a empresa que implementa uma base de valores sólida e consistente consegue manter os melhores recursos humanos e ainda estar na frente dos concorrentes.


Mas, como fazer isto?

Bem, vamos começar com uma definição simples do Endomarketing.

“...acções de Marketing para o público interno - Funcionários - das empresas e organizações”

(Bekin, 1995: XVII).


O grande desafio do Endomarketing é proporcionar aos empregados uma condição de aplicação de valores como: transparência, empatia, afectividade, comprometimento e cooperação, transformando esses valores em crescimento e desenvolvimento dos empregados, e consequentemente, em ganhos de produtividade.

Avaliando grandes empresas que implementaram o processo de Endomarketing (mesmo introduzindo apenas, parte do processo), observamos que os ganhos de produtividade foram enormes. A comunicação ficou mais clara, os empregados têm mais liberdade para expor as suas ideias, os níveis hierárquicos foram simplificados, entre muitas outras vantagens.


Leia amanhã a 2ª parte.

0 comentários: