terça-feira, 8 de julho de 2008

Brainstorming em 2 passos - Passo I


Mas o qué isto de brainstorming?

Brainstorming é uma técnica de apoio à criatividade muito utilizada na análise de oportunidades e procura da optimização da acção da empresa no mercado. Materializa-se através de reuniões com algumas regras de funcionamento das quais a mais importante é a não possibilidade de censura às ideias apresentadas.


O método

Entre diversos outros métodos, a técnica de brainstorming propõe que um grupo de pessoas - de uma até doze pessoas - se reúnam se utilizem das diferenças dos seus pensamentos e ideias para que possam chegar a um denominador comum eficaz e com qualidade, gerando assim ideias inovadoras que levem o projecto avante.


É preferível que as pessoas que se envolvam nesse método sejam de sectores e competências diferentes, porque as suas diversas experiências podem colaborar com a "tempestade de ideias" que se forma ao longo do processo de sugestões e discussões. Nenhuma ideia é descartada ou julgada como errada ou absurda. Todas as ideias são ouvidas e trazidas até o processo de brainwrite, que se constitui na compilação ou apontamento de todas as ideias ocorridas no processo de brainstorming.


Quando se necessita de respostas rápidas a questões relativamente simples, o brainstorming é uma das técnicas mais populares e eficazes.


A técnica de brainstorming tem várias aplicações, mas é frequentemente usada em:

Desenvolvimento de novos produtos - obter ideias para novos produtos e efectuar melhoramentos aos produtos existentes.

Publicidade

Resolução de problemas

Gestão de processos

Gestão de projectos

Formação de equipas


As 3 principais partes no brainstorming:

Encontrar os factos.

Geração da ideia.

Encontrar a solução.


Regras do brainstorming

As quatro principais regras do brainstorming são:

Críticas são rejeitadas: Esta é provavelmente a regra mais importante. A não ser que a avaliação seja evitada, o princípio do julgamento não pode operar. A falha do grupo ao cumprir esta regra é a razão mais crítica para que a sessão de brainstorming não resulte. Esta regra é aquela que primariamente diferencia um brainstorming clássico dos métodos de conferência tradicionais.


Criatividade é bem-vinda: Esta regra é utilizada para encorajar os participantes a sugerir qualquer ideia que lhe venha à mente, sem preconceitos e sem medo que isso o vá avaliar imediatamente. É necessário deixar as inibições para trás enquanto se geram ideias. Quando se segue esta regra, cria-se automaticamente um clima de brainstorming apropriado. Isso aumenta também o número de ideias geradas.


Quantidade é necessária: Quanto mais ideias forem geradas, mais hipóteses existem de encontrar uma boa ideia. Quantidade gera qualidade, nesta técnica.


Combinação e aperfeiçoamento são necessários: O objectivo desta regra é encorajar a geração de ideias adicionais para a construção e reconstrução sobre as ideias dos outros.



0 comentários: