quinta-feira, 31 de julho de 2008

O que é o Marketing?


O Marketing é a entrega de satisfação ao consumidor (satisfação das necessidades do cliente), sob a forma de lucro. O seu objectivo é atrair novos consumidores, prometendo-lhes valor superior, e manter os actuais clientes, concedendo-lhes satisfação.


O marketing é, hoje, crítico para o sucesso de qualquer organização, seja ela pequena, grande ou eventualmente global; sendo praticado, de uma forma intensa, em todo o Mundo.


Muitas pessoas associam-no a publicidade ou vendas. No entanto estas são apenas duas das suas muitas funções, e nem sempre as mais importantes. Podemos, então, considerar que a venda ocorre apenas depois do produto ser produzido, enquanto que o marketing começa muito antes de a empresa ter um produto, incluindo a fase de detecção de necessidades e a sua transformação em oportunidades.


O marketing continua ao longo da vida do produto, tentando conquistar novos clientes, melhorando o aspecto e performance do produto, aprendendo com os resultados das vendas e com uma performance de gestão repetida.


“ O marketing é um processo social e de gestão, através do qual os indivíduos e grupos obtêm o que necessitam e querem através da troca recíproca de produtos e valor entre eles”.


Bibliografia usada:

quarta-feira, 30 de julho de 2008

A caminho do Marketing Relacional


“…Para poder fidelizar é preciso atribuir um valor ao cliente…”

Prof. Cosimo Chiesa



Mas o que é o Marketing Relacional?

O Marketing Relacional é o conjunto de todas as actividades dirigidas aos clientes com o objectivo de fidelizar e rentabilizar. A primeira diferença é que o marketing relacional não é de conquista, são soluções dirigidas exclusivamente para os clientes.


Porque razão se deve atribuir valores aos clientes?

É importante definir o valor do cliente e fomentar nos recursos humanos a cultura de valor de cliente, porque não existem clientes pequenos. Existem simplesmente clientes. Um cliente pode ser pequeno, médio ou grande, mas um cliente pequeno que consuma muito pode converter-se numa conta muito grande.


Como se pode atribuir os valores?

Todos os produtos/serviços que a sua empresa fornece, terão de ter uma pontuação atribuída, e são automaticamente inseridos na ficha da Intranet (ou numa ferramenta onde tenha o historial dos seus clientes, até irá servir de base para no futuro trabalhar o Data Mining).


Mas…Será que compensa fidelizar todos os clientes?

É importante prestar um serviço de excelência a todos os clientes. Um loyalty program pode ser caro se quiser incluir todos os clientes. Se existe um orçamento limitado, deve-se tentar rentabilizar cada vez mais esse orçamento.

Assim, deve dirigir-se aos segmentos de clientes sobre os quais pode fazer uma campanha significativa.


Porém, não significa que se esqueça dos restantes clientes, pois tem de lhes prestar um serviço de qualidade – como um atendimento personalizado –, mas não pode dar a todos uma caneta Montblanc, senão vai à falência.



Não se esqueça de deixar o seu comentário a este artigo…


terça-feira, 29 de julho de 2008

Intranet - A sua rede interna


No início, as intranets eram vistas apenas como um depósito de informação e mais tarde como um meio para oferta de serviços usando maioritariamente, formulários e workflow. Mas agora, estão relacionadas a todos os aspectos da organização ligadas à informação e conhecimento, isso faz com que a comunicação interna seja beneficiada. Faz, também, com que todos os projectos possam ser beneficiados com esta ferramenta de apoio.


As velhas intranets deixaram de ser meros repositórios de informação. Agora, as empresas começam a utilizar as suas redes internas com mais eficiência e inteligência. O resultado é, que a intranet está a permitir que se inicie o desempenho de um novo papel nas organizações: o de tornar informações estratégicas mais acessíveis aos colaboradores. Sem que isso fragilize a segurança e a confidencialidade de determinados dados.


Agora, as intranets estão relacionadas com todos os aspectos da organização em que informação e conhecimento sejam importantes. Além de se mostrar uma excelente ferramenta de busca de informações dentro das empresas, as intranets estão livres do caos que impera nas redes abertas.


Ainda se pode complementar as intranets, com um site interno da empresa onde se pode ir comunicando noticias relevantes para os colaboradores, dar um destaque aos colaboradores mais produtivos, incentivar a que se participe com opiniões, sugestões, etc. através da possibilidade de inserir estes comentários, de forma confidencial se o utilizador assim o pretender.


Se ainda não tem uma intranet na sua empresa, deve pensar seriamente sobre o assunto, independentemente se tem 5 ou 500 empregados (500 sou eu a extrapolar claro, não acredito que exista alguma empresa com mais de 50 empregados, que não tenha uma intranet á altura das exigências.)


Gostou deste artigo? Não? Deixe a sua opinião…

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Saiba como o uso do Messenger pode ser controlado nas empresas


Entre as facilidades que a internet proporciona, os comunicadores instantâneos (IM) ocupam um lugar de destaque. Aplicativos como MSN Messenger, Google Talk e ICQ diminuem a distância entre os indivíduos e agilizam o contacto entre os usuários.

Nas empresas, quando usadas adequadamente, tais ferramentas são importantes aliadas no desempenho das tarefas, mas também podem ter um grande impacto na produtividade, interferir no desempenho das redes e abrir brechas significativas na segurança da empresa, com a entrada de pragas virtuais.

O que fazer? Educar os usuários para usar correctamente a TI é uma das acções mais importantes; porém, confiar a rede e os aplicativos corporativos às (boas) acções dos usuários é um risco que não se deve correr.

Há no mercado ferramentas que são importantes aliadas nessa luta contra o mau uso dos aplicativos. O Messenger corporativo por exemplo, permite o uso de qualquer versão do MSN Messenger, ao mesmo tempo em que oferece mecanismos de monitorização de conversas e exige a autorização do administrador para transferência de arquivos. A versão de teste (disponível para download), porém, só é possível subscrever uma única conta MSN.

A home-page do programa oferece três opções. Em Permissões serão fornecidas as contas de MSN que os utilizadores poderão usar para aceder ao chat. Certifique-se de fazer um levantamento de todas as contas e subscreve-las correctamente.

Clique em nova conta e adicione os utilizadores que terão acesso ao MSN; qualquer conta que não esteja nessa relação não conseguirá aceder ao serviço.

Após subscrever os utilizadores, clique em autorizações para gerir o que cada utilizador pode fazer no MSN. Será necessário registar os contactos com os quais cada utilizador pode interagir, bem como dar permissão ou não de envio/recepção de arquivos entre eles.

Na aba Configurações, escolha as opções desejadas (pode-se, inclusive, alterar a senha). Não se esqueça de clicar em Aplicar, caso faça alguma alteração. Na terceira aba, Histórico, como o próprio nome sugere, encontram-se os históricos de uso do MSN de todos os utilizadores registados.

Do ponto de vista do utilizador final, não há nada novo. Como continuam usando o mesmo MSN de sempre, só perceberão que algo está diferente, caso tentem conversar com um contacto que não esteja autorizado ou enviar/ receber arquivos nessa mesma situação – uma mensagem de advertência informa do ocorrido e pede que o utilizador entre em contacto com o administrador da rede.

O preço do Messenger Corporativo varia de acordo com o tipo de instalação e o número de máquinas a controlar.

Além dos limites do MSN
Saiba, porém, que o controlo do que os funcionários fazem no MSN vai funcionar se – e apenas se – o chat for a única ferramenta disponível instalada no PC, se eles não tiverem privilégios para instalar outros IMs e se for suposto que eles desconheçam a existência das versões web dos comunicadores, que dispensam a necessidade de um software cliente local instalado no estação de trabalho, como o MSN Web Messenger ou o AIM Express, sem contar os agregadores online, como o Meebo.

Para quem domina os meandros dos protocolos IP, basta identificar as portas de comunicação que cada um destes serviços utiliza e bloqueá-las, uma a uma.

A desvantagem desse método é que o administrador da rede deve-se actualizar permanentemente sobre qualquer mudança na configuração de tais serviços para garantir que esse método seja eficaz. Ou ainda desabilitar o login a estes serviços por meio do servidor Proxy – será necessário identificar cada um dos gateways utilizados pelos diversos IMs.

Lembre-se que deve utilizar as ferramentas de controlo e avaliação, com o intuito de poder formar os colaboradores que mais necessitem e recompensar os melhores pelas boas práticas, em detrimento de as usar para reprimir.


E lembre-se em especial, que ao controlar as conversas dos seus colaboradores, pode muito bem ser confrontado com um ditado popular:


“Quem ouve atrás das portas, ouve o que quer e o que não quer”.



Não se esqueça de comentar…

Aprenda a fazer um gráfico de gantt no Excel

Making a Gantt Chart in Excel 2007 – Vídeo em Inglês.


Frase da semana

Um grande homem não é aquele que tem sempre sucesso, mas sim aquele que nunca desiste.

Martin Descalzo

Mark Shuttleworth - Tornar Ubuntu mais apelativo que Apple


Mark Shuttleworth, fundador da Canonical e da mais famosa distribuição Linux, chamado Ubuntu, chama todos os programadores interessados do desktop Linux a tornar-lo ainda mais apelativo de modo a superar o Mac os X da Apple.

Foi esta terça-feira passada que Mark Shuttleworth no OSCON (O’Reilly Open Source Convention) anunciou que não só queria apanhar a Apple mas também quer ultrapassar esta empresa na qualidade da experiência dos utilizadores no desktop de hoje em dia.


Um sonho? Talvez, mas pode ser que isto se realize com tempo como é óbvio, mas talvez não seja em dois anos como o Mark Shuttleworth disse este ano no OSCON (O’Reilly Open Source Convention):


“I think the great task in front of us in the next two years is to lift the experience of the Linux desktop from something stable and usable and not pretty, to something that’s art.”


Muita gente de certeza já viu imagens do desktop do Mac OS x, e em termos de design na minha opinião não há nenhum sistema que o ultrapasse para já, e também com este comunicado não estou a ver os programadores da Apple, e em especial o Steve Jobs a baixar os braços perante o desktop Linux e deixar passar isto.


Do mesmo modo que o Mark Shuttleworth quer tornar o Ubuntu mais bonito e apelativo, a Apple de certeza que não ficará a olhar para os lados sem fazer nada.



Fonte: Open-Mania

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Como Lidar com os Diferentes tipos de Pessoas?



Falar é fácil, comunicar-se é que são elas!

Muito embora a comunicação esteja intrinsecamente ligada à nossa vida, nem sempre é fácil nos relacionarmos com as outras pessoas, pois apesar de sermos semelhante como espécie, cada um de nós traz em si uma série de características específicas, tornando-nos seres únicos.

O que une as pessoas são as afinidades, as similaridades e não as diferenças. Quem disse que os opostos se atraem, precisa repensar essa afirmação, pois é só observar como as pessoas se juntam em grupos, associações, clubes de serviços, igrejas, turmas ou bandos. Emoldurando estas relações há as convergências de ideias, de crenças ou objectivos.

Então fica uma pergunta: Como posso desenvolver a habilidade de facilitar o meu relacionamento com as pessoas? Estudando-as, conhecendo-as e actuando com elas considerando os suas respectivas maneiras de ser e de se comportar. Quanto mais conhecermos as suas tendências e características, maior será a probabilidade de nos ajustarmos, empaticamente, e com elas nos relacionarmos.

Depois desta breve introdução, muitos sabem que deviam pensar a forma como comunicam com os clientes e para melhorar a pouco e pouco esta relação (empresa fornecedora/empresa que servimos), deviam no mínimo, introduzir numa intranet, uma área onde se possa colocar informações pessoais, devidamente ordenadas e de fácil percepção/pesquisa.

Á medida que tiverem acesso a alguma informação pessoal (ex. cliente dá prioridade á qualidade; cliente é muito indeciso e só toma decisões com base na opinião do seu filho que é um expert em informática, dando valor á usabilidade, etc…), irem colocando na sua “ficha pessoal” (aqui é imprescindível o trabalho de todos os que tem contacto com os clientes, seja comercial, administrativo, help-desk, etc.

Assim, em médio prazo, terá uma fonte de informação vital e que o ajudará em decisões de gestão.

Comente este artigo...

Obrigado,

PG

terça-feira, 22 de julho de 2008

Entrevista á Syrian - Sistemas de Informação, Lda.




Constituída em Fevereiro de 2002, a Syrian - Sistemas de Informação, Lda. é uma empresa que se dedica ao desenvolvimento e comercialização de bases de dados temáticas e programas para gestão de informação. Em 2007 lançou aquele que é actualmente o seu principal projecto: A Loja do Software – Um site onde se apresentam bases de dados para marketing e software para gestão de dados, em português!


Mktvendas – O que levou a iniciar este projecto?

Resp – A Loja do Software é o resultado de 5 anos de trabalho anterior. Durante muito tempo, desenvolvemos essencialmente software à medida e chegámos à conclusão de que a maior parte das empresas partilha do mesmo problema: Falta de programas em português adaptados verdadeiramente às suas necessidades. E como programas para gestão de dados necessitam de dados para gerir, editamos também algumas bases de dados empresariais, que possibilitam às empresas encontrar facilmente novos clientes, fornecedores ou parceiros em Portugal ou no estrangeiro.


Mktvendas – As bases de dados são imprescindíveis a qualquer empresa, no entanto, muitas empresas continuam a não trabalhar esta área, é da opinião que as empresas que quiserem ser competitivas, necessitam ter uma boa base de dados? Porquê?

Resp – Hoje em dia, em qualquer empresa moderna, a informação é a principal mais-valia. E, em termos de publicidade, podemos dizer que as empresas têm duas grandes opções: 1 – Podem publicar anúncios nos media e ficar à espera que os seus potenciais clientes vejam os anúncios e as contactem; 2 – Ou podem ter uma base de dados com os seus potenciais clientes e serem elas próprias a efectuar os contactos de uma forma directa. Sem dúvida que a 2ª opção, embora menos utilizada, é muito mais eficaz.


Mktvendas – Como pode a Syrian ajudar as empresas que recorram aos vossos serviços?

Resp – Normalmente tentamos sempre ajudar os nossos clientes a tirar proveito do que nos adquirem (Explicando como funciona, dando algumas dicas, referindo casos de sucesso de outros clientes anteriores, etc.). Por exemplo, no caso das bases de dados, é importante para nós que os nossos clientes tenham sucesso com as campanhas que realizarem, pois isso significa que provavelmente irão querer adquirir actualizações aos dados no futuro.


Mktvendas – As empresas portuguesas são consideradas de uma forma global, pouco competitivas, é desta opinião? O que não permite que tenhamos a competitividade desejada?

Resp – De uma forma geral, concordo. Julgo que o principal problema resida no peso que o Estado tem na economia do país, nomeadamente devido à elevada carga fiscal que as empresas têm de suportar. O dinheiro que acaba por ir para os impostos é dinheiro que não pode ser aplicado em investigação, desenvolvimento, formação, modernização, etc., limitando dessa forma a margem de manobra das empresas e, consequentemente, a sua competitividade.


Mktvendas – Qual a sua opinião sobre o que se faz actualmente a nível empresarial em Portugal, será que as empresas já olham para o marketing como ferramenta imprescindível para o sucesso?

Resp – Acho que o marketing ainda não é visto por cá como uma ferramenta imprescindível, mas também me parece que esta é uma situação que tem vindo a evoluir favoravelmente ao longo dos últimos anos. Nas empresas grandes o marketing parece-me estar hoje bem implementado, nas PME’s é que se nota ainda um longo caminho a percorrer, principalmente por as empresas não apostarem ainda claramente neste tipo de recursos humanos. Julgo que os resultados positivos de uns, será a alavanca que irá fazer com que os outros invistam também nesta área.


Mktvendas – O que podemos esperar da Syrian, para o futuro?

Resp – Neste momento, o nosso principal objectivo passa por desenvolvermos novas bases de dados empresariais (Estamos neste momento a terminar uma base de dados de empresas espanholas e outra de empresas francesas, por exemplo) e programas diversos para gestão de informação (Os próximos lançamentos serão: “GesModelos” – Programa para gestão de agências de modelos e “GesComissões” – Programa para gestão de comissões a serem pagas à força de vendas). Outras novidades se seguirão.


Mktvendas – Como podemos consultar as novidades da vossa empresa?

Resp – Qualquer pessoa pode manter-se a par de tudo aquilo que vamos fazendo através da nossa newsletter. A “Syrian News” é editada uma vez por mês e pode ser subscrita gratuitamente através do endereço: http://www.syrian.pt/newsletter.php


Mktvendas – Obrigado Syrian e os maiores sucessos.


Nota: Para saber mais sobre os projectos da Syrian, consulte: http://www.syrian.pt/; http://www.lojadosoftware.pt/; http://www.sitesmaisuteis.pt/




Vender a Pessoas Visuais, Auditivas ou Sensitivas - Parte II

O grupo das Pessoas Sensitivas, são as que:


· Falam bem devagar.

· Não conseguem se lembrar de localidades e de outros pontos geográficos, a não ser que tenham estado lá recentemente.

· Usam palavras de acção.

· Respondem prontamente a apelos físicos.

· Tocam nas pessoas para poder chamar a atenção.

· Não conseguem ficar sentadas e quietas durante longos períodos.

· Fazem muitos gestos.

· Sentam-se perto de alguém quando estão a falar.

· Utilizam o dedo como um indicador enquanto estão a ler.

· Memorizam melhor quando estão a andar e a ver.

· Aprendem com mais eficiência e eficácia quando estão a fazer ou a manipular alguma coisa.

· Possuem um desenvolvimento muscular precoce.

· Soltam-se continuamente para a movimentação e para o esforço físico.

· Gostam de estar envolvidos em jogos.

· Podem ter uma caligrafia muito má.

Aprender a utilizar argumentos diferentes para clientes distintos é a melhor forma que um vendedor tem para obter sucesso num processo de vendas, pois assim os clientes conseguirão entender e se sensibilizar com a argumentação do vendedor, visto que este consegue adaptar sua linguagem à forma de compreensão.


Não pense o que você gosta, não pense como você gosta, pense o que e como o cliente gosta.


Tenha um bom dia e se for caso disso, boas vendas…



Marketing de Guerrilha

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Faça um gráfico no Excel, com 1 clique

Seleccione todos os campos a incluir no gráfico e clique em "F11". Já está um gráfico de barras feito.
Rápido e simples.

Frase da semana


Aquele que não aproveita a oportunidade passa o resto da vida a pensar nela.


Há três tipos de empresas: Empresas que tentam levar os seus clientes onde eles não querem ir; empresas que ouvem os seus clientes e depois respondem às suas necessidades; e empresas que levam os seus clientes onde eles ainda não sabem que querem ir.
- Gary Hamel

domingo, 20 de julho de 2008

Search Engine Optimization (SEO) – Para principiantes



SEO - Search Engine Optimization têm como finalidade que os sites obtenham notoriedade, alcançando um bom posicionamento nos resulatdos de pesquisa dos motores de busca (Google, MSN, Yahoo, Sapo, etc…). Se o site da sua empresa não tiver visitantes então todo o investimento na sua execução, foi desperdiçado e não atingirá o retorno do investimento. Uma das técnicas de maior êxito para obter a visibilidade e para levar visitas ao seu site, é o posicionamento nos motores de busca.


Análise e escolha de keywords

Definir as palavras que melhor descrevem e classificam o conteúdo do seu site.

A análise e selecção das keywords correctas é um trabalho primordial.


Na escolha das keywords adequadas deverá ter em conta o seguinte:

Definição de uma lista de termos relacionados.

Testar a lista de keywords(que normalmente não são aquelas que parecem mais óbvias).

Identificar a concorrência.


Depois das keywords:

Meta-tags html e a descrição para incluir em todas as páginas.

Actualização dos conteúdos (diariamente, preferencialmente).

Novas páginas no seu site

Campanhas de pay-per-click (adwords do google, anúncios do sapo, iol, etc… ).


Optimização de conteúdos

Dar a máxima importância a – qualidade, interesse e regularidade da actualização.


Optimização nos motores de busca

Falhas a evitar:

Nunca tenha uma entrada no site que é apenas numa animação flash sem qualquer conteúdo relevante, as chamadas (splash-pages).

Utilizar correctamente as tags html, nomeadamente as tags title, keywords, etc…

Não construir sites 100% em Flash, os motores de busca não reconhecem o conteúdo.

Conteúdo irrelevante e mal construído.

Fazer do site um sitio de fácil leitura (não colocar por exemplo, fundo preto com texto em roxo e com links em amarelo).


A fazer de imediato:

Registar o site no máximo de directórios e motores de busca possíveis e colocar o máximo de links em sites de maior visibilidade a linkar para o seu.


Dica:

Inclua o endereço (url) do seu site em todas as contas de correio, existentes na empresa.



sábado, 19 de julho de 2008

Marketing viral na Web - Técnica Videos

Videos

Fazer marketing viral por meio de um vídeo é muito interessante e empolgante. O vídeo deve ser emocionante ou engraçado, envolvente, e, se possível, ter uma história. A sua mensagem deve ser passada de forma natural, não pode ser imposta como se o cliente fosse obrigado a “engolir” o seu logo. Visto isso, então, para propagar um vírus por meio de um vídeo na internet é importante que antes de qualquer coisa, definir o suspect, prospect e target.


Mas o que é isto?

Suspect são as pessoas que não fazem parte do foco de sua campanha viral. Normalmente, são pessoas que sabem que existe este meio de comunicação (internet/vídeo), porém não se interessam por esta exposição. Logo, não queremos este público.

Já o prospect são grupos sociais mais próximos de nossa realidade. Algumas vezes não possuem recursos para aceder aos vídeos, sabem que existe, gostariam de ver o vídeo, porém não se encontram fortemente influenciados para isto, muitas vezes por falta de recursos.


O ponto-chave para este tipo de marketing é o target (público-alvo) o que vai fazer que o vídeo se “espalhe” pela internet. São pessoas que fazem parte de um grupo pequeno e segmentado e isso é importantíssimo. Identificar o target primário é o ponto principal para começar a pensar no desenvolvimento do vídeo.

Para um marketing viral eficiente, o canal de comunicação escolhido deve conter um conteúdo criativo. A essência do marketing viral é justamente a divulgação espontânea de pessoa para pessoa.



sexta-feira, 18 de julho de 2008

Como fazer uma análise SWOT - Parte II


Formulação de metas
Depois de ter realizado uma análise SWOT, a organização pode:

1 - Estabelecer metas da melhoria dos itens que tenham sido considerados prioritários e de baixo desempenho.
2 - Estabelecer metas relacionadas à forma de actuação no que diz respeito ao aproveitamento de oportunidades.
3 - Estabelecer quais as acções que serão importantes para evitar os efeitos de eventuais ameaças.

Estas metas serão a base do planeamento anual de actividades da organização. A análise SWOT é portanto, um instrumento de fácil aplicação e pode ser de grande utilidade no planeamento das organizações sociais, assim como vem sendo no planeamento de muitas organizações privadas.


Marketing viral na Web - Técnica Hotsite



Um hotsite é um ambiente para divulgação de um produto específico, ou seja, o hotsite deve ser focado, não pode ser tratado como uma forma de divulgação de vários produtos. Um hotsite, na verdade, deve conter um único produto ou serviço, em que o principal objectivo é: não dividir a atenção do cliente com outros assuntos relacionados. Faça um hotsite motivador, pois é neste momento que você vai ganhar a atenção. Ter um diferencial é a alma do negócio. Tente trabalhar com o conceito de que o seu produto é único e deve ser tratado como um rei; o diferencial é o que fará o trabalho de transmissão do vírus.


Hoje em dia, a internet é essencialmente dinâmica e a acção de abrir um site e fechá-lo do browser é constante. Logo, o objectivo do marketing viral é ir além. Mais do que o cliente permanecer com o site aberto, ele deve divulgar o endereço, seja colocando o link no seu “delicious”, que envie um e-mail para divulgar o site ou por boca-a-boca.


Mercado imobiliário com acesso por telefone


A Janela Digital, empresa das Caldas da Rainha, prepara-se para lançar o Casa Sapo Mobile, uma plataforma móvel que permite o acesso a toda a informação sobre o mercado de oferta e procura de imóveis disponível no maior portal nacional de imobiliário, a partir de qualquer telefone móvel, ou através da nova versão especial para o iPhone.

Mobilidade, autonomia e independência, são as três grandes vantagens da solução Casa Sapo Mobile, uma ferramenta estratégica brevemente acessível a particulares e profissionais do sector. Para o particular, as vantagens centram-se na mobilidade. A partir de qualquer local, é possível aceder ao portal Casa Sapo, pesquisar imóveis quando e onde desejado, deixar um pedido de contacto, e verificar se o imóvel está a ser divulgado correctamente.

Para o profissional, mobilidade – associada a autonomia e independência – significa ter o escritório sempre a seu lado, para onde quer que vá. E a possibilidade de angariação de contactos ganha por isso um novo impulso, dada a possibilidade de rentabilizar oportunidades de negócio, independentemente do lugar e do momento em que possam surgir.

fonte: jornaldascaldas

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Workshop «Como ser um melhor Empresário» na FACECO


«Como ser um melhor empresário» é o tema do workshop que irá decorrer no dia 19 de Julho, às 15 horas, em S.Teotónio, no âmbito da FACECO, a Feira das Actividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira.


A gestão de uma pequena e média empresa, a necessidade de consultoria, a importância das práticas de responsabilidade social nas empresas, o “MAI - Modelo de Articulação e Informação” e as suas ferramentas, a iniciativa “Empreender MAI’s”, e o exemplo do projecto “Grândola em rede” são alguns dos aspectos a abordar.


Como oradores estarão presentes Paula Carneiro, da ADL - Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano, Tânia Pereira, da Câmara Municipal de Grândola, e Ana Cristina Bugio, da ADRAL - Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo. O workshop terá lugar no auditório do Pavilhão A3 da feira que hoje começa em S. Teotónio.


Como fazer uma análise SWOT - Parte I


Como fazer a análise swot? 
A análise é dividida em duas partes: o Ambiente Externo à empresa (oportunidades e ameaças) e o Ambiente Interno à organização (pontos fortes e pontos fracos). Esta divisão é necessária porque a empresa tem que agir de formas diferentes conforme os casos. O Ambiente Externo está totalmente fora do controle da organização. Isso não significa que não seja útil o conhecer. Apesar de não se conseguir controlar, pode-se e deve-se monitorizar e procurar aproveitar as oportunidades da maneira mais ágil e eficiente e evitar as ameaças enquanto for possível. A avaliação do ambiente externo costuma ser dividida em duas partes:


Factores Macro-ambientais – Entre os quais podemos citar questões demográficas, económicas, tecnológicas, políticas, legais, etc...
Factores Micro-ambientais – Entre os quais podemos citar os beneficiários, as suas famílias, as organizações congéneres, os principais parceiros, os potenciais parceiros, etc...


Uma organização que perceba que o ambiente externo muda constantemente e tenha agilidade para se adaptar a esta mudança, aproveitará melhor as oportunidades e sofrerá menos as consequências das ameaças. Por isso, a análise do ambiente externo é tão importante. Já o ambiente interno pode ser controlado pelos directores da empresa, já que ele é o resultado de estratégias de actuação definidas. Desta forma, quando os mesmos detectam um ponto forte nas suas análises, devem o destacar; quando encontram um ponto fraco, devem agir para o controlar ou pelo menos, minimizar o seu efeito.


Uma coisa é perceber que o ambiente externo está a mudar, outra, é ter competência para adaptar-se a estas mudanças (aproveitando as oportunidades e/ou enfrentando as ameaças). Da mesma maneira que ocorre em relação ao ambiente externo, o ambiente interno deve ser monitorizado permanentemente. 


Em primeiro lugar é importante fazer uma relação de quais são as variáveis que devem ser monitorizadas, por exemplo:
Capacidade de atendimento, oferta dos serviços prestados, satisfação do target com o atendimento, dedicação dos colaboradores, flexibilidade da organização, whatever...
A análise SWOT deve ser realizada de maneira formal uma vez por ano, mas as informações mais importantes devem ser monitorizadas constantemente.


Marketing viral na Web - Técnica E-mail Marketing



E-mail Marketing

O primeiro passo para usar e-mail marketing ao propagar marketing viral é encontrar um segmento de clientes potenciais. Não é aceitável enviar um e-mail em massa, ou seja, enviar e-mail para todos os clientes da empresa, pois isso pode ser taxado como SPAM e, também, é necessário que o cliente autorize o recebimento da comunicação (opt-in).


Uma boa forma de segmentação para envio de e-mail é o uso de CRM – Customer Relationship Management, é uma abordagem empresarial destinada a entender e influenciar o comportamento dos clientes, por meio de comunicações significativas para melhorar as compras, a retenção, a lealdade e a “lucratividade” deles. CRM é um processo interactivo que transforma informações sobre os clientes em relacionamento positivos com os mesmos.


O e-mail marketing deve ser elegante, atraente, informativo, limpo e, sobretudo, deve emocionar o leitor. Não deve possuir textos longos e intermináveis; valorize as imagens, focando-se no objectivo principal do e-mail, lembre-se que o cliente não pode ficar só na leitura do e-mail, o cliente deve passar a mensagem para toda a sua “rede de amigos”.


É importante frisar que o ser humano gosta de se relacionar com pessoas que são parecidas com ele, e nestes relacionamentos existem grandes trocas de experiências, uma vez que os assuntos envolvidos em qualquer conversa entre amigos é justamente tudo aquilo que foi lido (e-mail, comunidades), visto (hotsite), ouvido (vídeos) ou sentido de alguma forma durante o dia.


Amanhã, iremos abordar a técnica Hotsite...



Editor de Texto Open Source - Notepad++5.0.1


O Notepad++ é um editor de texto open source lançado sob a licença GPL. Suporta várias linguagens de programação, é feito para correr no Windows, mas com a possibilidade de poder ser utilizado no Linux através do Wine. O Notepad++ tem como objectivo substituir o Notepad que já vem com o Windows e tem varias vantagens, uma delas é o reconhecimento de várias linguagens de programação o que torna a leitura fácil de qualquer tipo de código. Para saber mais


Fonte: Open Mania

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Marketing viral na Web


É clássico dizer que um cliente satisfeito com um produto, ou serviço, divulgará incondicionalmente o seu sentimento para pelo menos três pessoas; já, em situação adversa, um cliente insatisfeito divulgará o seu desagradado para umas 10, 20 ou até 30 pessoas, e isto é uma hipótese optimista. Vale a pena lembrar que nunca se tem uma segunda hipótese de ter uma primeira impressão, e que, quem não tem tempo para pensar não tem tempo para ganhar dinheiro.


O marketing viral é uma forma de obter retorno financeiro directo, e a melhor parte, quase de graça, pois este vírus é uma técnica que tenta explorar redes sociais preexistentes para produzir aumentos exponenciais no conhecimento da marca, como se fosse uma epidemia. Logo, é preciso ter um vírus de ideia que na verdade é uma ideia que se propaga no mundo da moda.

Estratégias de marketing viral

Para se obter sucesso numa campanha, usando as técnicas de marketing viral, é importante entender quem é o público-alvo ou target primário. Na verdade, o target primário são aquelas pessoas formadoras de opiniões, pessoas que influenciam outras pessoas. As técnicas de marketing viral são muitas e o conceito é amplo.

Mas, iremos nos concentrar em 3 destas técnicas:

. E-mail Marketing;
. Hotsite;
. Vídeos.


Mas como se utiliza estas 3 técnicas? É o que se irá explicar nos próximos dias, não deixe de ler...

Endomarketing - Parte Final



O processo deve ser feito em etapas, e a cada etapa, o programa deve ser reavaliado para então continuar na etapa seguinte. Alguns programas de primeira etapa poderão ser consolidados na etapa seguinte, mas devem estar em andamento.


Lembre-se que, após a implantação da base de valores e consolidação do processo de endomarketing, todos os programas de melhorias operacionais ficarão mais fáceis de implementar, porque os empregados já irão estar mais comprometidos com os resultados da empresa; e nessa etapa começam a aparecer os resultados concretos e visíveis pela direcção. Os custos de “fabricação” tendem a cair, pois cada empregado estará comprometido em promover melhorias operacionais, que irão gerar redução de custos, e, cada redução no custo de produção pode gerar mais lucros para a empresa.


As empresas deveriam conhecer mais o processo de endomarketing e suas etapas de implementação, para depois, implementarem programas de qualidade e melhorias operacionais. O desconhecimento das etapas de implementação pode fazer todo o processo fracassar, e a empresa perder a credibilidade junto aos seus colaboradores. Um acompanhamento de todo o processo por um grupo de colaboradores das diversas áreas da empresa proporcionará um conhecimento profundo das reais necessidades dessas áreas e ajudará a traçar o planeamento e gestão do processo de Endomarketing.


Quando o marketing interno é bem feito, o marketing externo será muito mais abrangente. Basta perceber o que os empregados dizem das empresas que são consideradas como as melhores empresas para se trabalhar. Se cada empregado for multiplicador da boa imagem da empresa, os produtos fabricados por ela também serão bem aceitos pelos seus clientes e vice-versa, claro.


Você já implementou um processo destes?

Na empresa onde trabalha, estão implementados alguns destes processos?


Participe, deixando o seu comentário.