quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Ter uma Loja Online de Sucesso


Nos dias de hoje existem cada vez mais lojas online. As razões para isso acontecer, todos as sabemos e não vamos estar a falar mais uma vez sobre este crescimento. Agora, podemos e vamos falar, nos motivos porque muitas lojas online não conseguem ter sucesso, pois se existem muitas variantes, existem algumas que são transversais e se aplicam a todos os casos.

Começo hoje e quero lucro amanhã
Pode ser rápido, mas nunca de um dia para o outro. Qualquer loja virtual, tem de obedecer aos mesmos passos que damos numa loja física, estudo de mercado, planeamento e muito trabalho e empenho. Medir todos os resultados, ver onde se está a crescer, onde se está a perder, descobrir o porquê e resolver de imediato. O que vai fazer com os primeiros ganhos? investir no crescimento da empresa? na produção de stock? em marketing e comunicação?
O sucesso do produto online: Fotografia, Texto e Preço
Aqui é fácil de compreender. Imagine-se a si a ver um produto online, chama a atenção, leva-o a comprar um produto sem fotografia, sem descrição e sem preço (sob-orçamento, como muito se utiliza)?
Várias fotografias com o máximo que qualidade que conseguir, de vários ângulos, com uma descrição técnica o mais completa possível, com o preço bem definido (competitivo, claro), e sempre que tiver possibilidade, um comentário de quem comprou o produto, ou de algum critico, ou pessoa muito conhecida do publico.
Custo aquisição cliente
Seja em publicidade no Google, em redes sociais, na participação em feiras, entre muitos outros meios de captação de clientes, é fundamental ter o valor definido de quanto vai investir e claro, medir o retorno desse investimento. É importante saber quanto necessita de investir em cada um dos canais para por exemplo, conseguir vender 100 euros de material. Permite que tenha controlo sobre os seus custos e adaptar o investimento.
Exemplo real: Eu tenho um amigo pessoal que o seu produto no facebook quando anunciado, tem um retorno muito bom e outro amigo que vende um serviço, não consegue retorno no facebook (no google a história muda por completo). Está identificado o porquê e o serviço em questão não é o mais indicado para o publico do facebook.
Marketing de conteúdo
O que mais peço a todos que o façam, não é para resultados imediatos, mas acredite que com o tempo lhe vai dar muito retorno. Escreva artigos originais, explore um nicho de mercado, publique conteúdo relevante e útil para o seu potencial mercado. Seja com blogs, redes sociais entre outros, mas sempre atualizados...
Exemplo real: Uma empresa que se dedica à compra e venda de automóveis, tem um blog e publica nas redes sociais, além de outros, curiosidades sobre os automóveis, fotografias que apelam às emoções (riso, espanto, etc.). O sucesso é enorme...
Mãos nos artigos e vamos vender...

Paulo Gomes 

domingo, 22 de novembro de 2015

A Arte de Vender: E-mail


A Arte de Vender: E-mail 

Muitas empresas estão a recorrer cada vez menos às vendas por telefone e ao direct mail e a adotarem as mensagens de email. Porquê? Porque embora o direct mail permita que a mensagem seja enviada para o endereço correto, isso não significa necessariamente que chegue às mãos mais indicadas. As secretárias, rececionistas, responsáveis pela gestão de listas de email da empresa, etc, tomam frequentemente a liberdade de colocar no lixo o que consideram “publicidade” endereçada ao destinatário.

Se a sua mensagem for enviada para o email (com por exemplo: Ao cuidado do Sr. YRTSA), aumenta exponencialmente as hipóteses de serem lidas pelo decisor.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Exclusivo - MktVendas entrevista Navalhas.pt



A Navalhas.pt é uma referência a nível nacional na área da Cutelaria de Trás-os-Montes. Com uma loja online fantástica, muito bem desenhada e com um atendimento de nível superior ao cliente. Um amigo pessoal realizou uma compra e não parou de elogiar todo o processo e atendimento, disponibilidade e atenção dada, de tal forma, que confesso que ele próprio me disse: Uma empresa assim, é a ideal para fazeres uma entrevista e divulgares no blog mktvendas o que se deve de fazer para ter sucesso.

Sempre dei prioridade a entrevistas de empresas de qualidade superior em detrimento de publicar entrevistas apenas por publicar. A Navalhas.pt é uma empresa que muito me orgulho de entrevistar, porque é um exemplo de sucesso.

Paulo Gomes-mktvendas: Como nasceu a Navalhas.pt? 
Navalhas.pt: A plataforma Navalhas.pt, nasceu de uma forma espontânea. Antes da existência desta plataforma, deparámo-nos com duas adversidades que existiam em torno das cutelarias artesanais Transmontanas.


A primeira adversidade, era que grande parte dos artesãos nossos representados, não eram conhecidos, salvo nas imediações destas localidades transmontanas e pouco mais, transportadas de mão em mão e de amigos para amigos.

A segunda adversidade é a enorme distância que separam os artesãos. É de todo impossível, os apreciadores dos nossos artigos, conjugarem num só pedido, num só dia, navalhas de dois artesãos diferentes. Além dos custos e dos desgastes da viatura, o tempo perdido e a possibilidade de nem sequer, conseguir alcançar as navalhas que o cliente pretendia, são fatores que encravam a divulgação do trabalho dos artesãos.

Assim e para ultrapassar todos estes obstáculos terrenos, constituiu-se uma equipa, sólida, honesta e próxima dos artesãos e dos clientes.

A esta, cabe aglomerar todas as peças que constituem cada encomenda, e garantir que a cada um dos intervenientes, cliente e artesão, sejam entregues os bens solicitados e os valores entregues, respetivamente.

Paulo Gomes-mktvendas: A aposta é a consolidação a nível nacional ou passa também pela internacionalização? 
Navalhas.pt: A aposta é a divulgação em todo mundo. Abordamos inclusive, a tradução e sua adaptação, dos textos que partilhamos, nas línguas europeias mais faladas e conseguimos então, alcançar já, clientes em países tais como Espanha, Brasil, França, Itália, Austria, Roménia, Japão e temos já quem conheça e possua, navalhas artesanais Transmontanas, na Austrália.

Paulo Gomes-mktvendas: Num mercado global, onde se consegue chegar a um potencial de clientes enorme, é fundamental a boa presença online. É uma equipa interna que desenvolve esse trabalho?
Navalhas.pt: Sim. Sem dúvida que a presença na web é essencial. Aliás, sem ela, não conseguiríamos alicerçar esta estrutura.

Paulo Gomes-mktvendas: Qual o fator diferenciador da Navalhas.pt? 
Navalhas.pt: Proximidade e disponibilidade entre clientes e artesãos. A maior sinceridade, humildade, honestidade, transparência, simpatia, e cordialidade.

Paulo Gomes-mktvendas: O vosso processo de compra online e entrega é rápido e seguro? 
Navalhas.pt: Sim, é rápido. Colocamos as encomendas no dia anterior e no seguinte são entregues. Vamos ao ponto de ainda, logo que possamos, avisamos o cliente por SMS, do envio e do documento de registo dos serviços postais, para que possa ele, tranquilamente receber em casa, a encomenda pretendida. Um dia, é o tempo médio de distribuição.

Paulo Gomes-mktvendas: Onde se pode acompanhar e saber mais sobre a Navalhas.pt? 
Navalhas.pt: Existimos na web em dois locais. No site: www.navalhas.pt e também do Facebook em: www.facebook.com/navalhas.pt. Nestes espaços encontrará alguns dos trabalhos que se conseguem fornecer e a história, o percurso de vida e até outros pormenores, relativos à vida dos artesãos.

Paulo Gomes-mktvendas: Obrigado pela disponibilidade para realizar esta entrevista. Foi fantástico ver um exemplo de empreendedorismo, com um foco no cliente de qualidade superior, um exemplo de sucesso sobre “como fazer bem”.
Navalhas.pt: Agradecemos o convite e a oportunidade que nos confiaram e manifestamos votos, para os vossos maiores sucessos.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Ciência da Persuasão - O vídeo Nº 1 no Mundo


Garantidamente um dos melhores vídeos sobre vendas.

De forma simples, divertida e com base cientifica, ficamos em poucos minutos com informação pertinente que de outra forma iria nos levar horas a nos apercebermos. Pessoalmente, considero um dos melhores vídeos até hoje. Anda nos meus favoritos e agora partilho. Qual a vossa opinião?

Um excelente vídeo animado, que descreve os seis princípios universais de persuasão que foram cientificamente comprovados e o vão tornar mais eficaz a vender. Este vídeo é narrado pelo Dr. Robert Cialdini e Steve Martin.

Ciência da Persuasão*  
Também pode gostar... 
Vídeo - Como decide o consumidor (em PT)
Vídeo - A História do Marketing (com legendas)
Vídeo - Branding - A nova face do Marketing
Vídeo Motivacional -  Um dos melhores vídeos Motivacionais de sempre


*Persuasão - Persuasão é uma estratégia de comunicação que tem por base utilizar recursos lógico-racionais ou simbólicos para convencer a(s) pessoa(s) a concordar com uma ideia, uma atitude, ou efetuar uma ação.

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Quer aumentar as suas vendas?


Todos queremos vender mais e melhor, e por vezes podemos estar tão concentrados nos objetivos, que acabamos por não fazer o melhor trabalho que conseguimos, e o resultado se reflete no fim do mês. Mas como fechar vendas para ter um maior volume?

Ficam umas dicas para vender mais e aumentar muito a sua faturação.

Se formos buscar exemplos a outras áreas, por exemplo, no futebol, constatamos que apenas os treinadores amadores gastam quase sempre todo o seu tempo a treinar o ataque (querem é marcar golos). Mas, isso deixa a defesa sem treino e vulnerável. Ora, o que acontece em grande parte a vendedores “amadores”, concentram-se exclusivamente ao ataque e em tentar adquirir novos clientes, sem treinar a sua própria defesa – Os clientes já existentes – Um vendedor pode aumentar muito as suas vendas e realizar vendas maiores a clientes já existentes. Aqui (como em tudo) a sua empresa é fundamental no suporte e se todos estiverem concentrados, pode obter resultados fantásticos. Mesmo uma pequena venda a cada um dos clientes existentes, no somatório pode significar um aumento exponencial nas suas vendas.

Ataque e defenda muito forte, aprenda a distribuir o jogo e não “chute para a frente, para ver no que dá”.

Ser distinto
Quantas vezes e vamos pensar com sinceridade, já disse a potenciais clientes: Sabe, eu (ou a minha empresa) somos diferentes da concorrência? Mas, não o somos...Está no momento certo, para começar realmente a ser diferente. A concorrência está cada vez mais agressiva e com grande entusiasmo se vê vendedores de pequenas empresas a se intrometerem e a conseguir ganhar terreno aos lideres de mercado (nem que seja vender um produto onde o outro já vende mil. Um produto seu na prateleira do cliente, é menos um da concorrência).

Lembre-se que se já anda à muitos anos nas vendas, o mercado mudou, as pessoas mudaram, as técnicas de sucesso que utilizou e muito vendeu, estão ultrapassadas. Nos dias de hoje o potencial cliente até com o telemóvel fica a saber tudo ou quase tudo sobre o seu serviço/produto, as opiniões de quem já experimentou, até sobre si, consegue saber informações.

Compreender e entender o cliente
Uma grande parte dos vendedores, passam a sensação que ganham à palavra, falam, falam e nunca se calam. Falam sobre si e os seus grandes feitos, sobre a empresa, os serviços e/ou produtos. Ora, um dos truques mais antigos que remonta a “pré-história das vendas”, é ouvir e perguntar, tentar ser um consultor estratégico para o seu cliente. Tem obrigação de descobrir as necessidades reais dos seus potenciais clientes, o que vai efetivamente colmatar uma dificuldade real do seu cliente. Os clientes querem resultados efetivos sobre aquilo que lhe compra.

Apresentação da empresa e dos serviços/produtos 
Ainda nos dias de hoje incompreensivelmente existe quem trabalhe com apresentações extremamente grandes e maçudas, onde 90% do que está nessas apresentações, para o potencial cliente, não são nada mais que lixo. Peça na empresa que façam materiais de apoio concisos, com classe e harmonia. Faça realçar o valor que dá ao tempo do potencial cliente, dizendo por exemplo: “Eu posso lhe fazer chegar uma apresentação mais completa, mas nesta oportunidade que me deu de reunir consigo, quero aproveitar para lhe mostrar o que efetivamente é uma solução para as suas necessidades”.

Criar e oferecer valor 
Muitas vezes as queixas dos vendedores é sempre a mesma “não vendo porque a concorrência vende mais barato”. Isso acontece por várias razões, uma delas é porque não consegue transmitir o real valor dos seus serviços/produtos, apenas está a mostrar o preço de custo. Escrevi preço de custo, porque se tudo for bem feito, irá mostrar o valor de investimento, o cliente não vai ver como um custo, mas como um investimento. A concorrência vende mais barato, mas o seu serviço/produto é mais rentável para o cliente, é mais seguro, etc. Foque a conversa na solução que está a apresentar e no que esse serviço/produto vai melhorar na “vida” do seu cliente.

A importância de a quem está a vender
Existem vendedores que se sentem mais confortáveis a vender a quem não decide. A reunião é feita com um diretor ou com um responsável de departamento e faz com que a zona de conforto seja maior. Normalmente é mais descontraído e menos “stressante”. Mas, como nem tudo são rosas, a resposta que ouvem é sempre a mesma “agradeço muito, vou fazer chegar a informação à administração da empresa e se ouver interesse contatamos”. Aqui vai sempre uma nota para a administração junto com o feedback da reunião “é mais caro ou é mais barato”. Este tipo de “opinion makers”, baseia muito a sua opinião com base no preço. Sentem que ao recomendar o mais barato, estão a fazer um bom trabalho.

Os vendedores mais eficazes vendem a quem decide, aos administradores, presidentes, CEOs, etc. Aqui uma das grandes vantagens é que grande parte das decisões desses gestores são baseadas em valor e não de preço. O volume de vendas pode ser substancialmente aumentado, porque esses gestores podem e é o que fazem, decidem o que é melhor para a empresa. A sua postura deve ser a mesma e não ficar nervoso ou ansioso. Seja autêntico. Lembre-se que esses gestores normalmente tem um conhecimento acima da média sobre muitos assuntos, que eles próprios gerem vendedores, por isso não “invente”.

Resumindo 
Seja distinto, compreenda e entenda o cliente, apresente-se a si e à empresa com classe e harmonia, crie valor e venda às pessoas certas o serviço/produto certo. Treine a sua apresentação, a sua postura, o seu discurso. Comece na defesa (suas bases), para poder atacar pela certa. Leia, participe em formações e partilhe com outros colegas. A formação por vezes pode não lhe ir ensinar nada de novo, mas pode o ajudar a recordar o que estava escondido num “cantinho da memória”. Recomendo que participe sempre que possível...

Paulo Gomes - mktvendas

Leia também
Vender pela Internet - 6 simples passos para o sucesso
Quando a perda de um ciente se torna em lucro 
Cliente não compra porque é caro? 
Aprenda a resolverAprender a Vender - A Importância da Empatia


domingo, 1 de novembro de 2015

O que fazes ao acordar define o teu sucesso



Porque se deve aprender com os melhores, ficam o que algumas das pessoas mais bem sucedidas no Mundo, fazem logo de manhã. Não sou apoiante de imitar ninguém, porque todos nos somos diferentes, mas existem algumas práticas que podemos replicar e as adaptar à nossa personalidade.

Incrementar valor à nossa vida e crescer com bons exemplos, é sempre de louvar.

O que fazem então essas pessoas de sucesso logo de manhã? 

Elas acordam cedo
As pessoas de sucesso sabem que o tempo é um bem precioso. Assim que chegarem ao escritório são devoradas pelas reuniões, solicitações de clientes, fornecedores, colaboradores internos, etc. Então se levantam o mais cedo possível, para conseguir ter tempo para elas próprias e poder começar o dia com calma.

Num estudo feito pela VanderKam, 90% dos executivos afirmaram se levantar antes das 06h00. CEO da Pesico Indra Nooyi afirma por exemplo que acorda às 04h00 e chega ao escritório às 07h00, o CEO Bob Iger da Disney levanta-se às 04h30 para ler e o CEO do Twitter Jack Dorsey afirmou se levantar às 05h30 para ir correr (running).

Elas bebem muita água 
Antes de qualquer café e por vezes em detrimento do café, bebem água. Kat Cole presidente da Focus Brand acorda todos os dias às 05h00 e bebe bastante água. Rania Batayneh famosa nutricionista afirma que beber água na parte da manhã ajuda uma pessoa a se sentir mais alerta, hidrata o corpo e “liga” o seu metabolismo. Ainda existem gestores de topo que não dispensam logo de manhã um copo de água quente com limão.

Exercício físico
A atividade física é uma arma poderosa que deve utilizar antes de ir trabalhar. Faz com que uma pessoa se sinta mais alegre, com mais energia e motivada. Um dos exemplos desta prática é o famoso e mundialmente conhecido investidor Kevin O'Leary (visto na televisão no shark tank - lago dos tubarões), que se levanta diariamente às 05h45 para fazer exercício. Se pessoas tão ocupadas e com tempo “limitado” para tudo o fazem, é por alguma razão. Além disso, tem a vantagem inerente de reduzir o stress e o ajudar a descansar melhor durante a noite.

Enquanto comem pensam no trabalho prioritário 
As horas tranquilas da manhã pode ser o momento ideal para se concentrar num projeto sem ser interrompido.

Hobbies e planeamento do dia pessoal 
Nada melhor que começar o dia a praticar o seu hobbie preferido, por exemplo escrever. Não é fácil ao final do dia, poder o fazer. Aproveite esse tempo de manhã para o “gastar” em si.

Tempo de qualidade em família 
Cada vez mais, seja por reuniões que se adiam, pelas atividades dos filhos, entre outros muito fatores, as famílias pouco conversam e se escutam uns aos outros, é tudo feito a correr, todos estão sempre ocupados e com o arrastar dessas situações a vida pessoal vai sendo afetada e irá mais cedo ou mais tarde o afetar também profissionalmente. Dedique tempo a comer de manhã em família, partilhem “o fogão”, conversem, interessem-se uns pelos outros, sempre com calma, muita calma (afinal ainda tem muito tempo para chegar ao escritório;).

Ler o jornal ou ver as noticias 
Faz parte das pessoas bem sucedidas. É obrigatório estar ciente do que se está a passar no mundo, nos vários mercados, na cultura e até no desporto. Se uma noticia chocante sair nesse dia sobre deporto, sabem que aquele cliente que vão visitar hoje e adora desporto, vai falar nisso.

Quem se levanta cedo amanhã e vai replicar pelo menos um passo destes? 


Paulo Gomes - Mktvendas

fontes utilizadas: lauravanderkam.com // businessinsider.com

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

A sua newsletter nunca mais vai para o spam

7 dicas para evitar que a sua newsletter caia na pasta de spam dos clientes!

Os filtros de spam são óptimos para evitar correio que nunca pedimos. Mas quando queremos enviar uma newsletter aos nossos clientes, esses filtros podem ser um obstáculo, pois por vezes marcam incorrectamente a nossa newsletter como spam. Não existe fórmula mágica para evitar que isso aconteça (pois cada filtro tem a sua própria configuração), mas aqui estão 7 dicas para minimizar o problema.

Várias destas dicas aplicam-se melhor (ou até automaticamente) com a ajuda de um sistema de email marketing. Pessoalmente, uso a plataforma E-goi, que está muito completa, é em português e tem conta de testes gratuita.


1) Não envie mensagens que os seus clientes não pediram
Esta é a razão número um para os seus emails caírem no spam. O facto de serem seus clientes ou contactos não implica que todos tenham dado autorização explícita para receber a sua newsletter. Se a enviar sem a permissão deles, pode ter a certeza de que vão clicar no botão "spam". E quando isso acontece, os ISP (Gmail, Hotmail, Yahoo, etc.) tendem a bloquear a sua newsletter para todas as outras pessoas. Pior ainda, podem queixar-se a instituições anti-spam e colocar o seu domínio numa lista negra!

Por isso, assegure-se de que tem no seu site um formulário double opt-in de inscrição na newsletter (eu criei um automaticamente para o meu site com o E-goi) e inclua na ficha de inscrição de clientes da sua loja física um visto para também receberem a newsletter. Depois, envie sempre as suas comunicações só a estas pessoas!


2) Envie conteúdo que seja interessante e pertinente para os seus clientes
Mesmo quando você lança a newsletter só a quem pediu expressamente para a receber, os ISP estão sempre atentos ao interesse que as suas comunicações geram nas pessoas. Se elas não abrirem e clicarem na newsletter,  os ISP podem filtrá-la para o spam nos próximos envios.

Chama-se a isto "reactividade" (engagement) e é uma das estatísticas mais importantes para o sucesso do seu email marketing! Por isso, tente sempre criar conteúdos que sejam realmente interessantes e úteis para os seus clientes e que os incentivem a abrir e clicar. Pode usar o E-goi para medir os resultados.


3) Limpe a sua lista de distribuição
Sempre que você enviar a sua newsletter para emails desactivados ou inválidos (um comportamento típico dos spammers) os ISP podem penalizá-lo e bloquear futuros envios. Portanto, é fundamental remover da lista todos os endereços que já não estejam a ser usados (os chamados bounces).

Se não quiser removê-los à mão, uma plataforma de email marketing como o E-goi faz a limpeza de soft bounces e hard bounces automaticamente e também insere um link onde as pessoas podem clicar caso se queiram remover imediatamente da lista. Quanto mais limpa a sua lista, mais reactiva e bem comportada ela se apresenta perante os ISP e melhor será a taxa de entrega directa no inbox.


4) Não envie conteúdo que se confunda com spam
Antes de lançar a sua newsletter, confirme que ela não vai fazer disparar logo todos os filtros de spam! Embora cada filtro tenha as suas próprias regras, há algumas normas gerais a seguir.
  • Não envie newsletters compostas só por imagens (tem de haver um equilíbrio entre texto HTML e imagens)
  • Use código HTML bem formatado (ex. não crie o HTML da news no Word ou no Photoshop :)
  • Prepare sempre uma versão alternativa do email em texto simples
Para verificar estes pontos, também pode passar a sua newsletter pelo relatório anti-spam do E-goi, que não só cria automaticamente a versão em texto simples, como analisa todo o conteúdo e dá uma pontuação e dicas para melhorar o resultado.


5) Certifique os seus remetentes e servidores de e-mail
Uma das coisas a que os ISP estão mais atentos é a reputação do servidor através do qual você envia a newsletter. Para ter uma reputação credível, é fundamental autenticar o seu servidor com as principais certificações de e-mail (SPF, SenderID, DKIM e DomainKeys). Este processo deve ser feito pelos responsáveis técnicos do seu servidor.

Se optar por usar um serviço de email marketing como o E-goi, o trabalho fica bastante mais facilitado, pois não só já inclui servidores certificados como disponibiliza todos os dados necessários para que os seus responsáveis técnicos configurem o seu servidor correctamente.


6) Atenção à frequência dos envios
Mesmo que as pessoas queiram receber a sua newsletter, podem achar excessivo se for todos os dias e marcá-la como spam. Por outro lado, se faz envios menos regulares (ex. mensalmente), elas podem já se ter esquecido de si e considerar que é spam.

Tem uma newsletter diária? Dê às pessoas a possibilidade de a receberem com menos frequência. Envia-a esporadicamente? Inclua sempre uma referência relembrando à pessoa o motivo pelo qual está a receber o email e a data em que se inscreveu na newsletter (o E-goi pode inserir automaticamente quer a opção da frequência de envios quer o motivo e data da inscrição).


7) Na própria newsletter, peça às pessoas para adicionar o seu remetente à lista de endereços seguros
Mesmo seguindo todas as dicas acima, há sempre a possibilidade de alguns filtros demasiado agressivos meterem a sua newsletter no spam. Para tentar tornear este problema, insira sempre uma frase num sítio bem visível do email (ex. logo no cimo) pedindo às pessoas para adicionarem o seu remetente à lista de endereços seguros.

Desta forma, mesmo que elas vejam que a newsletter foi incorrectamente para o spam, têm logo uma forma fácil de prevenir que isso volte a acontecer.

Paulo Gomes - MktVendas


Também pode gostar
Entrevista á Ideias & Desafios
Conseguir mais clientes - Ofereça presentes
Aprender a vender - A emoção e o sentido das coisas

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Serviço pós-venda? Nunca os ouvi falar



Todos sabem que é mais fácil manter um cliente do que adquirir um novo. Então pergunto porque razão de forma generalizada, quando vendemos, está vendido e vamos à procura de um novo cliente sem nada fazermos para fidelizar a quem já vendemos?

Um bom serviço pós-venda é uma forma mais barata de manter uma carteira de clientes ativa e de gerar novos contatos muito fortes. Quando um potencial cliente chega referenciado por um cliente satisfeito, uma grande parte da dificuldade do processo de venda, já foi ultrapassado.


Pense e responda para si
1- Concordo que é vital o serviço pós-venda.
2 – Não tenho uma estratégia delineada neste serviço.
3 – O que me impede de a fazer e implementar?
4 – Porque razão estou a perder clientes?
5 – Já não devia estar a ler este artigo e devia sim, estar desde já a delinear uma estratégia?

Provavelmente, já está a pensar ou enviar um email aos colaboradores a perguntar, porque não existe na sua empresa um serviço pós-venda, funcional, estratégico e em pleno funcionamento.

Para terminar e para quem gosta de números
47% dos colaboradores das empresas (estudo em Portugal e Brasil) deram notas inferiores a 5 (numa escala de 0 a 10) para a atenção que as suas empresas dão ao pós-venda.

Mais de 80% disseram não ter metas claras em relação a este serviço.

74% não têm um processo claro e bem definido para contatar e/ou atrair de maneira efetiva clientes que já compraram anteriormente.

Necessita de ajuda?
Paulo Gomes - MktVendas

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Livro - Grandes Teorias de Gestão



89 teorias dos melhores pensadores de Gestão – o caminho mais rápido, focado e claro para o sucesso.

Como gestor muito ocupado, o leitor precisa de soluções para os problemas quotidianos, rapidamente. O Pequeno Livro das Grandes Teorias de Gestão... e de como usá-las dá-lhe acesso às melhores teorias e modelos, que todos os gestores devem conhecer e ser capazes de usar.

Passando por cima da conversa fiada e dos fenómenos de moda, James McGrath e Bob Bates concentram-se nas teorias que interessam realmente aos gestores no seu dia-a-dia. Em cada teoria apresentada neste livro, encontra uma descrição do que é, de como usá-la e as perguntas que deve fazer – pelo que pode, de forma imediata, aplicar este novo conhecimento no mundo real.

O Pequeno Livro das Grandes Teorias de Gestão... e de como usá-las 
Autores: James McGrath, Bob Bates 
Págs.: 284 

Comprar online (encomendo e recebo sempre os livros de forma rápida - Recomendo muito).

www.centroatlantico.pt

Porque ninguém lê aquilo que escreve



Muitas vezes vejo empresas a gastar imenso dinheiro e recursos na estratégia de marketing de conteúdos. Depositam grandes esperanças em aumentar o tráfego do site e claro aumentar assim o reconhecimento da marca e vender mais.

Mas, na sua larga maioria as empresas dedicam-se a publicar conteúdo no blog, enviar uma newsletter semanal e “ir” atualizando as redes sociais, tudo isto sem uma estratégia clara e definida, vão fazendo o “que se lembram nessa semana”.

Mas isto, leva a uma dificuldade: Ninguém lê, aquilo que escrevem e quando se investe enormes quantidades de tempo e recursos em marketing de conteúdos, desta forma, não recebe aquilo que pensa merecer. Esta é uma das principais preocupações que partilham comigo e é transversal a muitas empresas.

Ok, mas até aqui nada de novo escrevi e em nada ajudei a melhorar. Então vamos colocar as mãos na massa e fazer pão, que todos queiram comprar.

O Seu Conteúdo tem uma única direção?
Veja este post que estou a escrever, publico neste blog desde 2008 e podia muito bem, ir buscar um artigo mais antigo, dar-lhe “uns pequenos toques” e assim publicava um artigo em 3 minutos, sem pensar no que estava a escrever e podia querer acreditar erradamente: Assim quem me visita pensa que tenho o blog atualizado constantemente.

Mas eu sei que ao estar a ler este post, quer saber coisas novas, está à procura de ideias que nunca as tenha lido. Os leitores deste blog, são pessoas experientes e ocupadas de mais, para estarem a ler “coisas” repetidas, sem sentido, sem acrescentar valor e que justifique os seus 3 a 4 minutos de leitura.

Então deve fazer na sua empresa o que eu penso antes de escrever
1 – O que posso dar de novo aos leitores?
2 – Que conhecimentos ou experiências posso aproveitar para escrever um artigo original?
3 – O que os meus leitores andam à procura?
4 – O que vou escrever é mesmo sobre o meu mercado, ou estou a fugir para outros assuntos?
5 – Pelo sim, pelo não, vou pesquisar sobre o que vou escrever para saber a oferta que existe sobre esse conteúdo.

O meu blog vs Os outros 
Existem blogs sobre tudo e é natural que tem de acompanhar o que de bem já se faz. Deve olhar para os seus concorrentes e analisar o que está acontecendo. Se o seu blog for por exemplo sobre comida ou moda, irá encontrar milhares de blogs, muitos deles já bem estabelecidos e com milhares de visitantes diários, e neste caso, o que faz?

Recomendo que antes de tudo, responda a si próprio
1 – Qual o caminho que pretendo.
2 – Será melhor, em vez de tentar competir, encontrar um sub-tema dentro do tema, me especializar e com isso me diferenciar dos demais?

Sim, irá ser sobre uma tema menor, mas irá oferecer diferenciação sobre esse tema e consequentemente, com o aumento de seguidores, pode ir introduzindo outros.

Resumindo: Marketing de conteúdos não se trata do que gosta, do que lhe vem à cabeça fazer...Originalidade diferenciada.

Boa semana e bons conteúdos...
Paulo Gomes

Também pode gostar
Quando a perda de um cliente se torna em lucro
Chefias de Vendas - Preocupe-se com os seus vendedores
Cliente não compra porque é caro?
Aprender a vender

domingo, 11 de outubro de 2015

Os 5 melhores sites para profissionais de vendas



Todos os profissionais, estudantes ou quem apenas partilho o gosto pelo fantástico mundo das vendas, procura sempre as melhores referências. Provavelmente já conhece os sites que vou indicar, se não os conhece, quase de certo que irá os colocar nos seus favoritos, como já colocou este blog, provavelmente.

Eu como me alimento de informação, regularmente consulto vários sites, de vários países. Hoje vou indicar alguns que utilizo como fonte de informação e como referência, até para escrever, como blogger, por vezes é fundamental procurar inspiração. 

Toastmasters Internacional
Uma das melhores formas de melhorar as suas competências comunicativas. A toastmasters irá o ajudar a perder o receio de falar em público e a conseguir aumentar o nível das suas qualidades para ter mais sucesso. Se já tem essa capacidade, é o local ideal para as melhorar. 
www.toastmasters.org

Corpedia Education
De visita obrigatória se precisar de formação relacionada com o mundo empresarial. Tem disponíveis cursos de gurus, como o Peter Drucker ou Tom Peters, por exemplo. Esta site é uma enciclopédia empresarial, tendo alguma da melhor informação que conseguimos encontrar.
www.corpedia.com

Selling Power
Site de uma das melhores publicações periódicas para vendedores a nível mundial. Newsletter excelente, muito útil. Mantenha vantagem para os seus concorrentes, ao tomar conhecimento do que melhor se faz.
www.sellingpower.com

Salesforce.com
Um dos melhores programas de gestão de contatos online. Fácil de utilizar, simplifica a partilha de informações por toda a empresa. 
www.salesforce.com

Administradores.com
É o principal e maior canal on-line voltado à área de Administração e Negócios na América Latina. Um site dinâmico, interativo e conectado a tudo o que acontece no Brasil e no mundo. Enquanto plataforma de networking e compartilhamento de conhecimentos, reúne administradores, professores e estudantes de Administração, além de empresários, executivos e outros profissionais da área.  
www.administradores.com.br

Espero que vos seja útil esta informação e claro, coloquem também este blog MktVendas nos vossos favoritos...Obrigado e boas vendas...

Paulo Gomes - Blogger


quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Web Marketing - Como e o que fazer

Todos sabemos que O conteúdo é Rei para o Google, certo?

Se antes o trabalho desenvolvido muitas vezes era feito a pensar nos prémios, ou no que a administração da sua empresa iria gostar, ou mesmo apenas com base no nosso próprio gosto, agora, mudou...muito.

E, ainda bem, claro. As boas práticas são recompensadas com mais vendas, melhor fidelização e claro, consequentemente, mais proveitos.

Mas vamos lá então saber o que fazer.


As novas (para quem anda mais desatento) regras do marketing na era da Internet 

  • O marketing é mais do que simples publicidade. 
  • As pessoas querem autenticidade e não abordagens fabricadas. 
  • Somos o que publicamos. 
  • As pessoas querem participar e não propaganda. 
  • O Marketing consiste em disponibilizar conteúdos, no preciso momento em que o público necessita deles, e não em originar uma interrupção de sentido único. 
  • Os agentes de marketing têm de mudar a sua forma de pensar, passando do marketing convencional dirigido às massas, para uma estratégia que se destine a chegar a um grande número de públicos servidos de forma insuficiente através da Internet. 
  • Os aspectos mais importante, ao nível das relações públicas, não consiste em fazer com que o seu supervisor veja a sua empresa na televisão. O aspecto mais importante é fazer com que os seus compradores vejam a sua empresa na internet. 
  • O objectivo do marketing não é fazer com que a sua agência ganhe prémios, mas sim fazer com que a sua organização conquiste clientes. 
  • A internet fez com que as relações públicas passassem a estar de novo no topo da agenda, depois de anos de enfoque quase exclusivo nos meios de comunicação tradicionais. 
  • As empresas devem direcionar os utilizadores para o processo de compra, através de bons conteúdos online e chamadas à acção. 
  • Os blogues, os vídeos, os podcasts, os livros electrónicos, as notas informativas e outras formas de conteúdos online permitem que as organizações comuniquem directamente com os compradores através de formas do seu agrado. 
  • Na internet, a divisão entre marketing e relações públicas esbateu-se. 

Se gostou, também pode gostar:

Quando a perda de um cliente se torna em lucro - http://mktvendas.blogspot.pt/2014/12/quando-perda-de-um-ciente-se-torna-em.html
Diga não à negociação, venda de imediato - http://mktvendas.blogspot.pt/2014/11/aprender-vender-diga-nao-negociacao.html

Créditos: http://www.webinknow.com/

Aprender Mobile marketing - Parte 2

Antes de ler a segunda parte do artigo, deve ler a primeira, se não o fez, pode ler aqui

Já tinha lido o artigo ou acabou de ler? Então vamos lá explicar mais um pouco sobre o assunto, desta feita, vamos falar sobre Smart SMS (sms inteligentes).

O que posso fazer com as Smart SMS? 
Saiba o que os clientes pensam de si É só enviar-lhes uma Smart SMS com um questionário de satisfação. E que tal aproveitar para lhes pedir para actualizar o perfil de cliente? É fácil e até lhes pode oferecer automaticamente um voucher pela participação. 

Anuncie o seu produto em grande estilo 
Uma SMS normal é só texto. Com uma Smart SMS, pode mostrar toda a beleza do seu produto aos clientes com as imagens e *landing pages que quiser. E fica logo a saber quem ficou interessado! 

SMS com QR code 
Que tal enviar para o telemóvel dos seus clientes um QR code ou código de barras para validar um desconto ou bilhete? Com uma SMS normal, nem pensar. Mas com uma Smart SMS é fácil. O cliente recebe o código no smartphone, mostra ao balcão e valida. Simples e eficaz.

SMS virais 
Quem receber a sua Smart SMS pode partilhá-la facilmente com os amigos no Facebook, Twitter e outras redes sociais logo a partir do smartphone. A mensagem pode ter imagens, animações, vídeos ou até ficheiros PDF. Ideal para campanhas passa-palavra.

Uma aplicação recomendada

*Landing page é a página de destino ou página de entrada, é a página por onde o potencial cliente chega a um site, quando um potencial cliente clica num resultado de busca, num banner ou nos links patrocinados, são direccionados para as landing pages. 

A Landing page é otimizada estrategicamente para vender um produto ou serviço, o conteúdo é em forma de funil, que direciona o potencial cliente a página final, onde se pode então proceder à compra ou subcrever, etc.

Também pode gostar 
Aprender a vender - A emoção e o sentido das coisas
A emoção e o sentido das coisas - Parte II
Vídeo - Como decide o consumidor?

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Programa de Gestão em Marketing Digital

A evolução e introdução de novas tecnologias está rapidamente a transformar a forma como comunicamos e efetuamos negócios. Estas novas ferramentas impõem uma mudança no paradigma de marketing. Os consumidores estão cada vez mais habilitados e mais informados através de novos canais de média e de redes sociais. Adicionalmente têm um papel interventivo no que é comunicado sobre a sua empresa, marcas ou produtos.
Assim, é imperativo que as empresas reavaliem os seus modelos de negócio, por forma a manterem-se na linha da frente no que respeita à competitividade e simultaneamente ir ao encontro das necessidades dos clientes e outros stakeholders. Este programa centra-se na gestão estratégica do marketing digital e na sua integração com a comunicação nos seus modelos tradicionais, fazendo a ponte entre o conhecimento e as melhores práticas no mercado.
Através de estudos de caso, sessões interativas e trabalhos de grupo, os participantes irão ter contacto com tópicos tão diferentes como diferenciadores: social media marketing, search engine optimization, blogs, técnicas de realidade aumentada, medição e monitorização do ROI e integração multicanal.
Principais Benefícios:

  • Apreender todos os aspectos do marketing de internet e marketing de média social;
  • Conhecer as oportunidades do mercado e os riscos/potenciais digitais;
  • Avaliar o poder das redes sociais e dos seus diversos impulsionadores;
  • Projetar e medir as campanhas de marketing social e viral;
  • Integrar estratégias de marketing online e offline;
  • Maximizar a rentabilidade da empresa através de ferramentas digitais de preços e estratégias;
  • Desenvolver meios para alavancar tecnologias para criar soluções de realidade aumentada;
  • Explorar novas tecnologias para criar novos mercados.

A 6º Edição do curso terá já início já no próximo dia 1 de Outubro de 2015